Tendências de consumo III – conclusão
Sexta, 03 de Janeiro de 2014

7. Vídeo no comando:

Apesar de ter mais opções de mídia, parece que estamos menos propensos a escolher nós mesmos o que vamos assistir. Na verdade, os nossos amigos são particularmente influentes quando se trata da escolha dos vídeos. Descobrimos que 38% dos entrevistados dizem assistir, várias vezes por semana, a vídeos recomendados. Os amigos têm quase tanto impacto quanto os blogs que lemos e as músicas que escutamos. No Brasil, 46% dos usuários afirmam assistir vídeos postados por outras pessoas diariamente ou, pelo menos, várias vezes por semana; 34% recomendam aos amigos assisti-los e 36% utilizam dicas de vídeos postadas por amigos.

8. Dados visíveis:

Um total de 48% dos consumidores usa aplicativos para entender melhor seu consumo de dados. Enquanto 41% apenas quer saber quantos dados usam, 33% quer ter certeza que suas faturas de cobrança estão corretas e 31% se preocupa em não ultrapassar o plano da operadora. A pesquisa também revelou que 37% dos usuários de smartphones usam aplicativos regularmente para testar a velocidade de sua conexão. A amostra brasileira chega a 53%.

9. Sensores em lugares comuns:

À medida que os serviços interativos de internet se tornaram costumeiros, os consumidores esperam, cada vez mais, que o ambiente ao seu redor acompanhe essa tendência. Até o ano de 2016, 60% dos usuários de smartphones acreditam que sensores serão usados em todos os setores, desde a área de saúde até o transporte público, tanto em carros quanto em casas e escritórios.

10. Aperte o play, pause e recomece em qualquer lugar:

Como 19% do total de tempo de fluxo de vídeo (streaming) é usado em telefones ou tablets, os consumidores estão migrando cada vez mais para outros locais onde assistem TV no seu dia a dia. Por exemplo, eles podem começar a ver um conteúdo em casa, pausar e recomeçar enquanto voltam do trabalho para casa. Enquanto mudam de lugar, é possível que também mudem de dispositivo.

Comentários