Como operam as três pessoas divinas?
Sexta, 29 de Maio de 2015

Meus amigos e minhas amigas! Louvado seja, Jesus Cristo que por uma Graça, um dom que não merecemos, introduziu-nos, e nos introduz, no Mistério da Santíssima Trindade, que Ele era o único a conhecer e poder nos revelar. Este mistério é refletido e estudado no compêndio do catecismo da Igreja Católica.
Como operam, como agem as três pessoas divinas? E o catecismo responde: inseparáveis na sua única substância, as pessoas divinas
são inseparáveis também no seu operar. A Trindade tem uma só e mesma operação. É verdade que atribuímos a cada pessoa alguma ação, principal em determinado momento. Dizemos, por exemplo, que o Pai é o Criador.
Que o Filho é o redentor. Que o Espírito Santo é o santificador. Mas na ação, criadora do Pai estava presente o Filho. Ele olhou para o seu Filho e tudo criou em Jesus Cristo. E tudo se realizou por obra do Espírito Santo. Na encarnação do verbo e na redenção operou o Pai que enviou o seu Filho. Operou o Espírito Santo que foi a força de Jesus que agiu como Ele mesmo disse: Lá na Sinagoga de Nazaré, no início da Sua Missão.
O Espírito do Senhor está sobre mim e quando a Igreja opera o trabalho de Santificação é o Pai e o Filho, que envia o Espírito Santo para esta obra. Portanto separamos as ações, para nós distinguirmos melhor, mas é a Santíssima Trindade, que opera em cada ação. Ainda ou como diz o Compêndio: mas no Único Agir Divino, cada pessoa está presente, segundo o modo que lhe é próprio na Trindade. Segundo o modo que Lhe é próprio e aqui o compêndio, tem uma oração de Beata Izabel da Trindade, que é muito bonita e que eu vou rezar: “Ó Meu Deus Trindade que eu Adoro, pacificai a minha alma, fazei dela o Vosso céu, Vossa morada querida, e o lugar do Vosso repouso, que eu não vos deixe nunca só, mas que esteja lá com todo o meu ser, todo vigilante na minha Fé, toda em adoração, toda oferecida a Vossa Ação Criadora”.
Essa certeza deve encher o nosso coração de entusiasmo e alegria. Deus mora em mim. Você é templo da Santíssima Trindade. Se pode e deve ir numa Igreja para adorar Jesus Cristo no Sacrário, presente ali sob as Hóstias Consagradas. Ou onde quer que você esteja, você pode e deve adorar a Trindade, que está em você. Você é templo da Santíssima Trindade. Onde está o Pai está o Filho. Onde está o Pai e o Filho está o Espírito Santo. Por isso, muitas vezes, voltando-se para si, diga adorando a Trindade que habita em você pelo Batismo e permanece em você pela Graça: Glória ao Pai, ao Filho, ao Espírito Santo.
 

Comentários