Quem criou o mundo?
Sexta, 19 de Junho de 2015

Meus amigos e minhas amigas! Estamos nos debruçando, sobre Deus que é Pai e o compendio do catecismo da igreja Católica vai nos levando pouco a pouco, a penetrar em cada uma destas verdades, que dizem respeito a nossa vida, a nossa história e ao sentido da nossa existência.

Na medida em que nos convertermos disso, nossos comportamentos vão tendo que se adequar e ser uma consequência natural disso tudo.

A pergunta de 52 do Compêndio é: quem criou o mundo? E o catecismo

responde: o Pai, o Filho, o Espírito Santo. São o princípio único e indivisível do Mundo. O Pai, o Filho, o Espírito Santo, princípio único e indivisível do mundo, ainda que a obra da criação do mundo seja particularmente atribuída ao Pai. Essa Santíssima Trindade que está na origem da criação do mundo, mas repito, esta obra é particularmente atribuída ao Pai. Eu sei que naturalmente no seu coração surge a pergunta: mas como é que Deus criou o mundo?

E esta pergunta tem sua razão de ser porque há diversas teses que a ciência procura como resposta a essa pergunta. Há aqueles chamados criacionistas que pegam a Bíblia e fazem da dela um Livro de ciências. Olhe como está na  Bíblia: Deus Criou em sete dias. E sete significa: cada dia vinte quatro horas: primeiro dia fez isso, segundo dia fez aquilo. Mas nós sabemos que era uma maneira, uma linguagem daquele povo, daquela época, que colocou no papel a revelação Bíblica.

Há também outros que defendem a tese da evolução. Que teria tido,

uma evolução do universo. Uns falam até de uma explosão inicial,

que foi dando origem ao Universo. Um BIG BANG que, em inglês significa grande explosão. Outros explicam a criação, como tivesse sido criada por Deus. Uma grande semente, um pouco nessa linha da evolução. E dessa semente, fosse surgindo cada coisa no seu tempo, tudo aquilo que existe. Tal qual como a de uma semente da laranjeira. Uma sementinha pequena que colocada numa terra adequada iluminada pelo sol, banhada pela chuva, vai produzindo uma pequena planta, que vai crescendo com galhos, com milhares de flores e milhões de frutos, ao longo da sua existência. O mundo diria, que seria assim. A Igreja não entra na questão científica. Deixa essas questões para a ciência responder. Como não tem sentido a ciência, dar resposta à fé.

A Igreja ensina o seguinte: há um princípio criador de Deus. Tudo tem origem em Deus. Se Ele criou, de uma forma, ou de outra não importa.

O que importa, é que em um dado momento, a criação partiu do coração de Deus e nós fomos criados. Seres humanos criados a sua imagem e semelhança. Fomos criados a partir de um Criador Próprio de Deus.

É provável que a vida toda da humanidade não seja suficiente para dar uma explicação racional, uma explicação científica à criação. Para nós que temos Fé, resta a certeza: “Deus criou o céu e a terra”. Deus criou o Ser Humano a sua imagem e semelhança. A forma como Ele fez isso? É possível que um dia descubramos aqui na Terra. Senão certamente em Deus estando com Ele, tenhamos uma resposta completa e definitiva, para estas perguntas que acompanham o ser humano ao longo de sua história. 

Comentários