Como Deus criou o universo?
Sexta, 03 de Julho de 2015

Meus amigos e minhas amigas!
Estamos nos aprofundando nas verdades de fé. Eu penso que você está percebendo que são verdades que dizem respeito à nossa vida. Não é assim uma busca curiosa, de algum conhecimento que tanto faz se eu conhecer ou tomo conhecimento dele ou não. Mas ao contrário. São verdades que vão implicar em todo meu relacionamento com Deus, com os outros, com a natureza. Enfim, vão mudar os meus comportamentos.
Assim, a pergunta: como Deus criou o universo? O que a fé tem a nos dizer sobre “Como Deus criou o universo”? E a fé nos diz que Deus criou o universo livremente. Livremente. Com sabedoria e amor. Não havia ninguém para obrigá-lo, mas o amor acaba obrigando a pessoa a fazer coisas. É próprio de Deus, então. Foi próprio de Deus que outros participassem da sua vida, da sua experiência de amor. Mas não havia outro, então livremente os criou.
E o compêndio vai além. Diz que o mundo não é produto, portanto, de uma necessidade. Como se Deus fosse obrigado a criá-lo. Como se o mundo fosse obrigado a existir. Nada.
Não existe um determinismo cego, não existe acaso. Esta harmonia da natureza, ser por acaso, é impossível. Se pensarmos nisso, há sim, um plano providente que pensou nisto tudo.
Deus criou, diz a palavra de Deus, criou o mundo do nada. Diz no segundo livro do Macabeus, II Macabeus 7,28: “Criou o mundo ordenado e bom”.
Depois de cada dia da criação, lá no primeiro capítulo do Genesis, vimos a expressão: “E Deus viu que tudo era bom”. O mundo tendo saído das mãos de Deus, que é amor, só poderia ser bom. Deus por outro lado está acima do mundo.
Há algumas doutrinas exotéricas que apresenta Deus como parte do mundo, e o mundo como uma parte de Deus. Não. Deus e mundo são muito distintos. São totalmente distintos, tão distintos que Deus poderia existir e continuar a existir sem o mundo. Já o mundo não poderia existir sem Deus.
Esse Deus que criou o mundo, o conserva por amor. O conserva. Cuida dele. Sustenta a criação, dando-lhe a capacidade de agir e conduzindo o mundo à sua realização. Mas fiquemos atentos. Deus conduz o mundo à sua realização por Cristo no Espírito Santo, mas aceitando e respeitando aquela liberdade que Ele nos deu.
Aliás, é um tema que vai nos levar a refletir mais. Este mundo maravilhoso,
que a um dado momento este Deus colocou em nossas mãos, quis que o dominássemos com a nossa inteligência, com a inteligência que Ele nos deu, com a nossa vontade, com o nosso poder de decisão. Em outras palavras, Deus quis a nossa participação na criação do mundo.
Nós fomos co-criadores em Deus. Eu diria que Ele nos chamou para sermos sócios neste trabalho da criação.
E aqui está, então, a nossa riqueza e a nossa grandeza. Por livre vontade de Deus, o ajudamos a completar aquilo que falta ao mundo, e devemos descobrir qual é nossa parte neste complemento do mundo.

Comentários