Conselho Consultivo do Campus Regional 3 da Uergs se reúne em Frederico Westphalen
Sexta, 11 de Setembro de 2015

Prezados leitores deste prestigiado jornal, no mês passado, dia 28 de agosto, reuniu-se na Unidade da Uergs em Frederico Westphalen o Conselho Consultivo do Campus Regional 3 da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Assim, e dada a importância do encontro, achamos por bem tratar do assunto nesta coluna.
Nesse sentido, vale ressaltar que os CCR da Uergs foram criados com o propósito de, enquanto órgãos consultivos da universidade, prestarem assessoria técnica permanente aos Diretores Regionais, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão e o Conselho Superior da Universidade, na identificação das demandas e interesses das diversas regiões, apontando os caminhos de ação da instituição. Previstos na Lei de Criação e nos estatutos, os conselhos são compostos por integrantes da universidade e representantes da comunidade nas regiões, sendo fundamentais como sinalizadores das necessidades das comunidades onde estão inseridos e que deverão contribuir fortemente para o desenvolvimento regional.
Essa 7ª sessão do conselho, presidida pelo diretor regional, professor Fabrício Soares, contou com a presença dos coordenadores de curso da região, dos representantes dos docentes, funcionários e acadêmicos, além do prefeito municipal de Frederico Westphalen, Roberto Felin Junior, representando a Amzop, e do professor Jefferson Alves da Costa Junior, em representação do Campus da UFSM em Frederico Westphalen. Também participaram como convidados os professores Aaron Hengles, Coordenador de Avaliação Institucional da SUPLAN e Erli Costa, Coordenadora de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.
Entre os assuntos discutidos no encontro esteve em destaque o cronograma e a metodologia de discussão do PDI/PPI 2017-2021 da Uergs, a mobilização da Região 3 para V Siepex, a proposta de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos a ser construída em conjunto pelas Unidades de Caxias do Sul, Cruz Alta, Encantado e São Luiz Gonzaga, o orçamento da UERGS de 2015 em execução e o de 2016 em fase final de elaboração pelo Governo, e a alteração do logo da Uergs. Em relação ao PDI/PPI foi deliberada a realização de uma reunião, em outubro, com a presença da Suplan, para iniciar o processo. Também foi decidido que será organizado um encontro de integração entre professores, funcionários e alunos, em 2016, com o objetivo de ampliar a integração das ações de pesquisa e extensão realizadas pelas unidades universitárias da região.
Já com relação à proposta de orçamento para 2016, foi apresentado o valor disponibilizado pelo governo do estado, que foi considerado insuficiente pelos conselheiros para a manutenção dos programas de bolsas acadêmicas, além de não contemplar recursos para investimentos em obras nas unidades. O conselho aprovou uma moção de apoio às ações da Reitoria que visam ampliar o orçamento da Uergs para valores que, pelos menos, permitam a manutenção do atual número de bolsas que hoje beneficia 92 alunos da Região 3 e um valor que permita a realização das obras e reformas apontadas como indispensáveis pelo CEEd – Conselho Estadual de Educação para o funcionamento dos cursos, assim como as contrapartidas necessárias para a execução dos recursos federais captados pela universidade.

Comentários