O que é o pecado original?
Sexta, 02 de Outubro de 2015

Meus amigos e minhas amigas! Estamos nos debruçando sobre o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, e chegamos num momento que em primeira vista é triste porque se trata da queda do ser humano, do pecado original, do pecado dos nossos primeiros pais. Mas é um momento marcado pela esperança, porque a partir do pecado nos vem a promessa de um Redentor. E a pergunta deste Compêndio é: O que é o pecado original?

Pecado original? É o pecado, então, que está na origem da vida humana. O pecado original no qual todos os homens nascem e é o estado da privação da santidade, da justiça original. Deus nos criou perfeitos, mas, por causa do pecado de Adão, nosso primeiro pai, perdemos essa santidade original e não haveria mais esperança para nós.
Por quê? Porque fomos contra Deus. Entramos numa família que tem nela a marca do pecado.

O pecado original é uma condição de nascimento, não um ato pessoal. Atos pessoais e pecados pessoais são aqueles que cometemos ao longo das nossas vidas. Mas, pelo fato de sermos seres humanos e nascermos nessa família que tem a marca do pecado original, nós somos também herdeiros disso.

Eu dou um exemplo banal, mas que tenta entender um pouco: uma criança é esperada, mas o pai se suicida, mata-se. Essa criança não tem culpa, mas ela vai nascer numa família cujo pai é um suicida. Essa marca ficará para sempre na vida dessa criança. Ela não tem culpa, mas a situação na qual ela nasce.

O pecado original, dele participam todos os descendentes de Adão. É um pecado que é transmitido não por imitação, diz o Catecismo, mas por propagação. Essa Transmissão permanece um mistério que não podemos compreender completamente.

A Palavra de Deus nos coloca diante desse mistério, mas não significa que nos dá condições de entendê-lo perfeitamente. Por que participamos do pecado se não temos culpa?

Na verdade nós tínhamos sido chamados à santidade, também participaríamos da santidade de nossos primeiros pais, sem merecimento nenhum. Diante de certos mistérios que a Palavra de Deus, que a Revelação coloca diante de nós, cabe-nos muitas vezes, com respeito, a busca, sim, de compreensão, mas conscientes que só na eternidade teremos respostas para muitas das nossas perguntas.

Para isso, realmente na Trindade, para a qual somos chamados, lá sim Deus nos mostrará e nos dará muitas respostas. Resposta às perguntas que nos acompanharam nesta terra. Cabe-nos, diante desse mistério, refugiar-nos na graça de Deus que é maior do que o pecado.

A graça de Deus nos torna vencedores e, assim como Adão, merecemos o castigo. Em Cristo, sem merecimento de nossa parte, herdamos a vida eterna. Para que essas verdades estejam sempre presentes em seus corações, meus amigos e minhas amigas, mostremos sempre um coração contrito diante das nossas limitações e de nossos pecados.

Deus quer que tenhamos um coração humilde.

Comentários