O que significa o título “Senhor”?
Sexta, 13 de Novembro de 2015

Meus amigos e minhas amigas! 

O nosso Compêndio do Catecismo da Igreja Católica nos leva hoje para uma questão referente a Jesus e a um título que Ele tem. A pergunta do Compêndio é: o que significa o título Senhor? Muitas vezes nós chamamos de Senhor Jesus ou, como Tomé, dizemos “meu Senhor e meu Deus”! O Que significa o título de Senhor? 

Na Bíblia, esse título designa habitualmente Deus, o Deus Soberano. O Kyrios, como diziam os gregos. Mas eu vou atribuir esse título a Ele mesmo, e esse título revela a sua Sabedoria Divina. Como ele manifesta que ele é Soberano, pelo poder sobre a natureza. Ele dominava a natureza, mandava os mares se calarem.

Ele manifestou que é o Senhor pelo poder sobre os demônios. Mandava-os ir embora de alguém, os expulsando. Jesus manifestou que é o Senhor ao deixar claro que Ele domina o pecado. “Teus pecados te são perdoados”. Ele manifesta que é o Senhor, pelo domínio que tem, pela força que tem sobre a morte.

Ele ressuscitou os mortos e aí se entende porque as primeiras confissões daqueles Credos que nasceram, nas primeiras comunidades, eram depois solenemente oficializadas nos concílios. Elas proclamam o poder, a honra, a glória devida a Deus Pai. São também devidas a Jesus Cristo.

Isso é, ressaltam o que Paulo escreveu aos Filipenses, aos cristãos da cidade de Felipo: “Deus deu-lhe o Nome, que está acima de todos os nomes; O Nome de Jesus, o Nome de Senhor”. O Nome que está acima de todos os nomes. Ele é o Senhor do mundo e da história. Jesus é o único a quem o homem deve submeter completamente, plenamente a sua liberdade de pessoa.

Nem o marido à esposa, nem a esposa ao marido, nem o pai ao filho, nem o filho ao pai, deve submeter completamente a sua vontade, mas a Jesus Cristo sim. É isso que entenderam os mártires. Quando queriam que eles calassem ou professassem alguma coisa contra Jesus Cristo, antes queriam entregar a sua vida. Eles jamais negaram qualquer coisa, jamais negaram o nome de Jesus Cristo.

Vale a pena dar a vida por esta verdade. Jesus é o Senhor. O nosso desafio agora é fazer com que essa verdade proclamada, para que pela nossa boca se torne uma verdade vivida. Isto é, que Jesus seja realmente o Senhor de nossa vida. “Ele é o Senhor”, cantamos muitas vezes.

Ao examinarmos a nossa consciência, especialmente antes de dormir, perguntemo-nos: hoje eu manifestei essa verdade, eu posso dizer que Jesus foi o Senhor? De todos os meus pensamentos neste dia, de todas as minhas palavras, de todos os meus gestos e de todas as minhas obras? 

Procuremos fazer todas as nossas ações para que Jesus seja o Senhor da nossa vida.

Comentários