O que significa “Imaculada Conceição”?
Sexta, 12 de Fevereiro de 2016

Meus amigos e minhas amigas! Debruçamo-nos sobre Jesus Cristo. Ao estudarmos sobre Ele, encontramos Maria, intimamente ligada ao seu mistério. Daí a pergunta do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica: O que significa “Imaculada Conceição”? Significa que Maria foi, desde toda a eternidade, escolhida por Deus para ser a mãe do Seu filho. Uma escolha gratuita da parte de Deus, que escolheu Maria para ser a mãe do seu filho porque Ele quis. Tudo para que fosse cumprida a mais importante de todas as missões, ela foi concebida “imaculada”.

Em outras palavras, jamais o pecado original tocou Maria. Isso é ensinado na teologia: em previsão dos méritos de Cristo, o único salvador. Não significa que Ele tenha salvo, ou que a graça da redenção só tenha tocado aqueles que vieram depois dele.

Para nós é que há um antes, durante e depois. Para deus não existe tempo, Ele não tinha que dizer: olhem, infelizmente Cristo não redimiu, não salvou a humanidade, nada pôde ser feito. Ao contrário, sabia que seu filho daria sua vida para a redenção do mundo.

Deus aplicou merecimentos de que o seu filho obteve, na sua encarnação, na sua paixão e glorificação. Preservou Maria de todo pecado. Aliás, quem constatou isso e chamou atenção para essa graça, e talvez nem tenha entendido perfeitamente, foi o anjo Gabriel enviado por Deus. Por aquelas palavras que saíram da boca do anjo São Gabriel, que foram palavras de Deus: “Ave cheia de graça”. Ora, se Maria estava cheia de graça, significava o quê? Que não havia espaço para o pecado, para o egoísmo, para nada. Deus dominava, possuía totalmente o coração de Maria.

É claro, como é que o Pai eterno ia querer que seu filho, que tinha vindo nos salvar do pecado, que Jesus, mesmo por alguns instantes a um corpo pecaminoso? A um corpo que carregasse o pecado? Não. Deus podia tornar o coração de Maria imaculado, queria, porque seria a mãe do seu filho. E fez isso, realizou esse extraordinário dom, essa extraordinária graça.

Por isso, quando nós falamos “Maria - Imaculada Conceição”, significa que desde o primeiro instante, Deus a possuiu. Essa solenidade é comemorada na igreja, no dia oito de dezembro, que é um dia santo de guarda para ressaltar esse privilégio de Maria. Não por merecimento dela, nada disso, ela nada fez para merecer isso, mas por bondade de Deus.

Por isso, a Imaculada Conceição pode interceder por nós para termos um coração puro, como o Senhor quer que o tenhamos. Saibamos, então, voltar-nos para Maria e pedirmos essa graça de também nós termos uma vida sempre purificada, longe de todo o pecado, para agradarmos aquele que é a razão da sua existência.



 

Comentários