De que modo a maternidade espiritual de Maria é universal?
Sexta, 11 de Março de 2016

Meus amigos e minhas amigas!

Ao estudarmos a nossa fé e dizermos em quem nós acreditamos, estamos afirmando: “Eu creio em Jesus Cristo”. Estamos estudando tudo aquilo que está em volta de e se refere a Jesus Cristo. É por isso que dedicamos algumas colunas a Maria. Não de uma forma isolada, mas em relação ao mistério de Cristo. Temos ainda uma pergunta no catecismo sobre Nossa Senhora: é a pergunta de nº 100: De que modo a maternidade espiritual de Maria é universal?

Maria, sabemos, tem um único filho: Jesus Cristo, o qual é a razão de ser da Virgem Maria. Mas nele a sua maternidade espiritual estende-se a todos os homens. Porque Cristo é a cabeça desse corpo, que é a igreja. Nós pertencemos a esse corpo. Maria é mãe da cabeça e também é mãe de todo o corpo. E quem lhe deu essa missão ampla e universal não foi um papa muito piedoso e mariano, não foi um santo, mas foi o próprio Pai Eterno quem quis que em Jesus ela assumisse a nossa filiação.

Ao assumir Jesus, que é a cabeça e o corpo da igreja, quis que ela também fosse mãe. O convite explícito para ela assumir essa maternidade se deu no momento solene da vinda de Cristo, no alto da cruz, quando ele entregava a sua vida ao Pai. Quando ele terminava a obra, a ponto de poder dizer “tudo está consumado”. Vendo Maria e vendo João, ele dá a Maria como mãe a João, e nele, toda a humanidade como filho de Maria. Ela então passa a ter uma dimensão universal, e com razão, porque qual é o centro da vida de Maria? é Jesus.

A redenção: Maria quer aquilo que o seu filho Jesus quer. Ela procura o que o seu filho procura. Se o filho deu a vida por todos, como ela não vai querer a salvação de todos? Ela sabe o preço que nós custamos a seu filho. Maria sabe o quanto Jesus viveu, sofreu e amou para que pudesse nos redimir. Por tudo isso, ela aceita essa missão de tornar-se mãe universal.

É um exercício materno que ela começa a colocar em prática. Logo em seguida à morte de Cristo, quando Jesus havia pedido aos apóstolos para que ficassem em oração, eles vão ao cenáculo e ficam em oração. O próprio evangelista Lucas diz que ali, no meio deles, está Maria, a mãe de Jesus. Ela assim o quis. O apóstolo Lucas destaca que estavam reunidos com Maria, a mãe de Jesus, que intercede para que o Espírito Santo venha sobre os irmãos e irmãs de Jesus, os quais passam a ser seus filhos e filhas.

Maria como intercedeu em Caná, passa a ser a grande intercessora de todos os filhos e filhas e suas necessidades. Daí os títulos todos que ela foi recebendo: Mãe Auxiliadora, Mãe do Perpétuo Socorro, Mãe da Divina Graça... Que ela interceda também por você, meu amigo e minha amiga, para que seja um bom irmão de Jesus, e um bom filho de Deus.




 

Comentários