O que significa que o espírito “falou por meio dos profetas”?
Sexta, 23 de Dezembro de 2016

Meus amigos e minhas amigas! Creio no Espírito Santo. Quantas verdades, quantas consequências nascem desta proclamação. Creio no Espírito Santo e como temos que reconhecer que para muitos Ele ainda é desconhecido, Ele é chamado Deus desconhecido. Muitos não conhecem e não avaliam a importância da Sua ação. Muitos não conhecem e não avaliam a importância na vida da Igreja.

A pergunta do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica pergunta o seguinte: O QUE SIGNIFICA QUE O ESPÍRITO, “FALOU POR MEIO DOS PROFETAS”. É uma afirmação do Credo do Niceno-Constantinopolitano, isto é, do símbolo dos Apóstolos das verdades da fé, dos Concílios de Nicéia e Constantinopla. “Falou por meio dos profetas”. O que é profeta?

É alguém que fala as verdades de Deus, é aquele que o Espírito Santo leva a falar as coisas de Deus. O profeta na verdade é uma ponte, o profeta na verdade é o intermediário, o profeta não expõe os seus pensamentos, suas crenças, suas doutrinas, expõe o que Deus lhe revela para expor, e essas revelações nem sempre são agradáveis.

A gente vê no Antigo Testamento, muitos profetas receberam a Missão de chamar atenção do povo do erro. Aliás, normalmente surgiam quando o povo se desviava de Deus, e começavam a viver uma vida contrária, aquilo que está ali no Decálogo. Então vinham os profetas para dizer que estão errados.

“Há necessidade de mudar de vida, convertam-se.”

Uma missão difícil, uma missão ingrata e muitas vezes como o profeta era uma voz incomoda, o povo matava os seus profetas para assim resolver o seu problema, como se com isso resolvesse, mas nos profetas, era o Espírito Santo que agia. O Espírito Santo falava muitas vezes através dos seus profetas de verdades misteriosas que tiveram pleno cumprimento no Novo Testamento com Cristo.

Cristo então é o Grande Profeta que revela os segredos de Deus.

Claro que muito mais que um profeta, mas Jesus mesmo disse que veio nos trazer aquilo que Ele conhecia do Pai desde toda a eternidade, e Ele também falou pelo Espírito Santo. E hoje há profetas?

Sem dúvida, há pessoas que tem este dom e não no sentido de antecipar o futuro, mas pessoas que sabem dizer uma palavra certa no momento exato, que chama atenção da humanidade, que é um grito, muitas vezes, contra a corrente.

Se nos lembrarmos, por exemplo, de São João Paulo II, quantas vezes em momentos de guerra, não é vontade de Deus, não deve acontecer.

A guerra não é algo que nasceu em Deus. Profeta continua sendo incomoda, por isso, muitas pessoas preferem ridicularizar aqueles que falam em nome de Deus. Claro não me refiro a pessoas que se consideram profetas e que falam mais dos seus pensamentos, do que da vontade de Deus.

O verdadeiro profeta age pela força e impulsionado pelo Espírito Santo, e cabe à Igreja discernir as profecias.

Comentários