Onde subsiste a única Igreja de Cristo?
Sexta, 02 de Junho de 2017

Meus amigos e minhas amigas! Igreja, eu creio na Igreja. Numa Igreja que é una. E à luz destas verdades, nasce uma questão, a qual sabemos onde muitos que não são da Igreja não aceitam, mas que a Igreja acredita e ensina, porque ela vive naquelas verdades que recebeu de Cristo. E a questão é a que está na pergunta do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica: onde subsiste a única Igreja de Cristo? Onde está a única Igreja de Cristo? Onde vive a única Igreja de Cristo? Onde se encontra a única Igreja de Cristo? A única Igreja de Jesus Cristo, lemos no catecismo: “Como sociedade constituída, como uma sociedade organizada no mundo, subsiste na Igreja Católica. Governada pelo sucessor de Pedro e pelos bispos em comunhão com ele. Repito: “A única Igreja de Jesus Cristo, como sociedade constituída e organizada, no mundo subsiste na Igreja Católica, governada pelo sucessor de Pedro e pelos bispos em comunhão com ele”.

Então, a Igreja Católica tem esta consciência. Mais do que ser isto motivo de orgulho, é fonte de responsabilidade. A Igreja sabe. A Igreja Católica sabe que nela subsiste. Que nela está. Que nela se encontra. A Igreja de Jesus Cristo, governada pelo sucessor dos apóstolos, em comunhão com os bispos. Bispos que estão em comunhão com Pedro e seus sucessores.

Isto traz uma consequência imensa dessa verdade. Só por meio da Igreja Católica pode-se obter toda a plenitude dos meios da salvação. Então, na plenitude da Igreja Católica estão todos os meios da salvação. Depois, em outros artigos, vamos estudar também o que se pensa e o que dizer de outras Igrejas. Mas esta convicção a Igreja tem: que todos os meios de salvação estão nela. Pois, diz o catecismo: “O Senhor confiou todos os bens da nova aliança ao único Colégio Apostólico, cuja cabeça é Pedro”.

Sabemos que uma graça corresponde sempre a uma responsabilidade. Se a Igreja Católica tem a Plenitude dos meios de salvação, se as riquezas que Cristo quis deixar na terra encontram-se todas na Igreja, cabe à Igreja lembrar-se de sua responsabilidade e distribuir esses dons, de fazer com que eles sejam mais conhecidos e recebidos por todos os fiéis.

Quando a Igreja, pois, proclama esta verdade, que a Igreja de Jesus Cristo subsiste na Igreja Católica, não faz no sentido de se considerar melhor, por um motivo de orgulho ou de vaidade. Nada fizemos para isso. Mas com a consciência que recebemos um dom, que devemos repartir com os outros, que devemos ser fiéis ao Senhor para que estes dons possam ser acolhidos. Para que estes dons sejam recebidos por todos. E quanto mais santos formos, quanto mais fiéis formos a Jesus Cristo, mais e melhor a Igreja poderá cumprir esta sua missão e esta sua responsabilidade, para que você tome consciência da graça que recebeu de pertencer à Igreja Católica. E viva de acordo com esta graça. Sejamos coerentes com ela.

Comentários