Por que a igreja deve anunciar o evangelho a todo o mundo?
Sexta, 04 de Agosto de 2017

Meus amigos e minhas amigas! Estamos refletindo sobre as notas da igreja; uma delas: a igreja é santa, Católica. Outra nota: a Igreja é Apostólica, isto é, enviada, missionária. A pergunta do Compêndio do Catecismo da Igreja Católica é a esse respeito: Por que a igreja deve anunciar o evangelho a todo o mundo? Realmente, é uma graça, uma responsabilidade que a Igreja recebeu, fruto de uma ordem de Cristo em um momento seriíssimo e de despedida: “Ide e ensinai a todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo.” Com isso, Cristo fez com que a Igreja assumisse essa dimensão apostólica, enviada, missionária.

Ensinar a todas as nações, eis aquilo que Ele havia anunciado, sendo que garantiu que o Espírito Santo manteria a igreja na verdade. Mais ainda, este mandato missionário do Senhor tem a sua fonte no amor eterno de Deus. Vale lembrar que o Pai enviou o seu Filho e o Espírito Santo por causa do que lemos na carta de Paulo a Timóteo: 1ª Timóteo 2,4 “Deus que que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade”. Todos os homens alcançem a verdade do Evangelho, a riqueza dos sacramentos, vivam na unidade com Pedro e seus sucessores.

Participar da riqueza da oração da igreja, poder considerar Maria como mãe, como realmente Ela é, tudo isso é um Patrimônio imenso, imenso, belíssimo, que a igreja recebeu para os povos de todos os lugares e tempos. Deus quer que todos se salvem. Portanto, há o desejo de Deus que corresponde a essa missão da igreja, que é missionária, por essência por ter nascido numa ordem assim. É importante lembrar que essa ordem corresponde ao Espírito Santo, pois ele acompanha os missionários onde quer que eles estejam.

É o Espírito Santo que dá força para as pessoas testemunharem as riquezas do evangelho, é ele quem cuida para que a igreja se mantenha sempre na verdade. É ele que cuida para que todos se mantenham na mesma fé, se mantenham na unidade e que busquem, cada vez mais profundamente, a santidade. Pertencemos, pois, a uma Igreja que nos convoca em missão. Pertencemos a uma igreja que nos quer desinstalar, que não aceita a mediocridade de seus filhos, que sabe que recebeu uma ordem e que deve ser vivida de maneira intensamente.

Mas ninguém pode dizer “Este não é um problema meu”. A primeira missão quem recebe são os pais quando acolhem um filho, o recebem na mesma hora a missão de anunciar o evangelho, a missão de testemunhar o evangelho, começando com eles a construir a chamada igreja doméstica. Para que você viva segundo estas verdades, rezemos ao Senhor.

Comentários