As três classes de seres humanos
Sexta, 21 de Julho de 2017

Em nosso planeta existem três classes de seres humanos em evolução: os que ainda não despertaram, os que estão em processo de despertar e os que efetivamente já despertaram.

Mas despertar para o quê?

Bom, se você fez essa pergunta, provavelmente está no grupo dos que ainda não despertaram...

Vamos elucidar um pouco essa questão.

Existe, sim, um propósito global para nossa existência aqui neste planeta chamado Terra. Por mais que cada um tenha uma missão individual e personalizada a desempenhar dentro de sua escala evolutiva, há um objetivo maior, traçado para todos nós, que deve ser alcançado para que a etapa humana seja completada. Este objetivo maior nada mais é do que “a conquista do ser!”.

Mas que “ser” é esse que deve ser conquistado?

De novo, se você tem dúvidas ou não tem noção nenhuma do que estamos falando, é porque ainda encontra-se no grupo dos que não despertaram...

De qualquer forma, é justo que esclareçamos, mesmo que parcialmente, do que se trata tudo isso.

Imaginemos o ser humano composto de duas partes, uma interna e outra externa. A parte interna poderíamos denominar de alma, Eu superior, tríade ou o indivíduo. A parte externa poderíamos chamar de corpo, eu inferior, quaternário ou personalidade.

Essa dualidade básica, nos humanos em evolução, nem sempre se encontra harmonizada. Na grande maioria, o que há é um verdadeiro conflito entre essas duas partes. E de acordo com a imposição ou concordância entre elas é que definimos as classes de humanos que inicialmente falamos.

Comecemos com os que não estão despertos. Para estes, o que vale para suas vidas é o apego às coisas materiais, o egoísmo, a ganância, a necessidade de se elevarem mediante a decadência dos demais (seus corpos buscam constantemente sobrepujar suas almas). Para essa classe, o caminho assim traçado não conduzirá à tão almejada felicidade e paz, mas sim a uma existência pautada pelo medo, angústia, dor e sofrimento.

Agora pensemos naqueles que estão em processo de despertar. Esses já sentem em seus corações que a vida não é somente acordar, comer, trabalhar, construir fortunas materiais, desfrutar do egoísmo, de prazeres pessoais e depois morrer. Seres dessa segunda classe partem em busca de um sentido maior para suas vidas, seja através da espiritualidade, da filosofia, da religião ou de princípios altruístas e comunitários (é quando o corpo começa a escutar a alma...). Dedicam-se a uma formação pessoal de valores, realizando cursos, estudos e projetos que visam ao autoconhecimento e ao desenvolvimento das virtudes.

O terceiro grupo de seres são os que já despertaram para o propósito altruísta e humanitário, que é a prova final deste planeta (seus corpos estão em completa sintonia com suas almas). Já realizaram a conquista do ser! Sabem que a unidade divina se manifesta em todos os seres do universo, do planeta, e todas as suas ações são voltadas a ajudar os seres da primeira e da segunda classe. Aos primeiros, ajudam aplacar as dores e sofrimentos causados pelo apego à matéria e as consequências de sua má utilização. Aos segundos, apontam o caminho de luz e conhecimento que lhes permite acelerar o processo de despertar.

E agora, sabendo de tudo isso, diríamos que não importa mais em que classe você esteja, mas sim em que classe humana você deseja estar..

Comentários