Qual é a tua cara?
Sexta, 29 de Agosto de 2014

É incrível o quanto temos que mudar neste país para que as coisas tomem o rumo certo. As soluções simples e eficazes saltam aos olhos, mas os espertalhões não dão a mínima para o conjunto da obra, para a possibilidade que temos de ser uma rica e soberana nação, em que todos poderiam viver melhor sem ser a custa dos demais.

Mais uma que ficamos sabendo, esta semana, é que as urnas eletrônicas usadas para as eleições em nosso país não são nada confiáveis! Quem afirma isto é o professor de Computação da Unicamp, Sr. Diego Aranha, que foi entrevistado no dia 19 de agosto de 2014 pelo apresentador Danilo Gentili, no programa “The Noite” do SBT. Você pode conferir pessoalmente a entrevista no site: http://www.brasilcontracorrupcao.com/2014/08/the-noite-mostra-falha-nas-urnas.html

Em suma, o professor Aranha (quem dera fosse o Homem-Aranha para nos salvar de tantas ameaças neste país) comenta da sua descoberta sobre as inúmeras fragilidades da urna eletrônica, após ter coordenado, em 2012, uma equipe de investigadores para detectar vulnerabilidades na mesma, em testes organizados pelo próprio TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Das falhas fundamentais nos mecanismos de segurança do sistema da urna, o professor fala principalmente daquelas relacionadas ao sigilo do voto e à integridade dos resultados, falhas que persistem há 17 anos e o TSE não demonstra interesse em corrigi-las!?

Segundo o professor, o nosso voto não é essencialmente secreto como deveria ser. Primeiro, é possível aos manipuladores do sistema (ou agentes maliciosos autônomos) saberem quem votou e em que candidato votou, inclusive com a identificação da hora de cada voto! Além disso, há sim, conforme informação do professor, a possibilidade de manipulação de forma amplificada dos votos, pois só numa checagem realizada a sua equipe verificou que, pelo menos, meio milhão de urnas possuíam uma mesma e única chave de segurança para o acesso dos dados. O ideal, obviamente, é que cada urna tenha uma chave diferente, para dificultar o acesso e manipulação coletiva! 

Ora, ora... Este depoimento é apenas uma mostra de como as coisas são tendenciosas e perigosas nesta nação. Mas hoje, em nosso país, quem são aqueles que acreditam em um professor?

Não pensemos que o voto possa mudar os rumos de nosso país! Ainda mais se ele estiver sob suspeita! É preciso muito mais, que se dê um basta na manipulação, no desmerecimento, nas falcatruas, em todos os setores, todos os dias! Não só de quatro em quatro anos, como alguns ainda pensam ser possível...

Os educadores, os trabalhadores honestos, as pessoas de bem, os sensatos agentes de saúde, de segurança e de justiça, todos já estão cansados de ter que remendar tantas barbaridades descabidas em nosso país.

Não podemos mais nem dar o leite comercializado para as nossas crianças, pois até aí se encontram os espertalhões querendo tirar vantagem financeira sobrepujando a saúde pública de tantos inocentes. A que ponto chegamos! Conterrâneos nossos adicionando formol, soda cáustica e água oxigenada em um alimento tão essencial para todos nós? Quem irá nos defender?

Quando perdemos a confiança nas instituições que regulam a justiça e a ordem num país, quando os esclarecimentos não convencem, apenas poucos sabem qual será o caminho a ser seguido! Os demais, sofrerão as desnecessárias consequências...

Comentários