Medicina preventiva (vacinação) 3
Sexta, 27 de Março de 2015

Definida a segurança, os benefícios e as contraindicações vamos rever quais as vacinas normalmente indicadas para as pessoas adultas. Em primeiro lugar podemos dizer que os adultos que não foram vacinados, raridade nos dias atuais, e não tiveram as doenças poderão fazer a vacina tríplice para o sarampo, caxumba e rubéola. As seguintes vacinas são recomendadas para os adultos:

1 - VARICELA: Quem não teve varicela e não foi vacinado poderá fazer esta vacina em duas doses. 

2 - HEPATITE A: Esta vacina é dada em duas doses estando indicada para todas as pessoas, mas, principalmente para aqueles que viajam em zonas mais pobres ou endêmicas. Está indicada também em pessoas portadoras de doenças hepáticas, trabalhadores na área da saúde, homossexuais, pessoas que vivem em ambientes promíscuos e em trabalhadores da indústria de alimentos.  

3 - HEPATITE B: A Hepatite B é uma doença grave que felizmente está diminuído. Existe uma vacina muito segura, aplicada em três doses no prazo de seis meses e que está indicada principalmente em pessoas com doença crônica de fígado, pessoas que trabalham com doentes em hospitais, cuidadores de idosos, pessoas que trabalham em banco de sangue ou serviços de vacinas,  pessoas que tenham pais ou cônjuges portadores da doença, pessoas que levam vida promíscua tanto homo como hetero sexuais, usuários de drogas, renais crônico em programa de diálise e em viajantes internacionais. Em alguns locais encontram-se vacinas para hepatite A e para hepatite B que podem ser administradas juntas.  

PAPILOMAVIRUS: Trata-se de um grupo de vírus transmitidos sexualmente em homens e mulheres e que causam o câncer de cérvice uterina responsável por milhares de mortes em mulheres em idade produtiva. Como o vírus é assintomático as mulheres podem apresentá-lo sem saber. É a terceira causa de câncer em mulheres e a quarta em número de mortes. Embora esteja diminuindo ainda causou  seis mil mortes no Brasil em 2012.

Sendo uma das primeiras vacinas preventivas ao câncer é recomendada para meninas de 11 a 12 anos mas, pode ser feita em mulheres até os 26 anos. São, normalmente três doses dadas em um espaço de seis meses. Nos últimos anos foi estendida para a rede pública, portanto, gratuita. (continua)

Comentários