Ferritina - parte 2
Sexta, 17 de Abril de 2015

A ferritina elevada com excesso de ferro, muito estudada nos últimos tempos, pode ter efeitos muito negativos para o organismo. Ao aumentar o ferro aumentam também os radicais livres prejudicando o coração, o fígado, as artérias, as articulações, e mesmo órgãos endócrinos como o pâncreas (diabete), a tireóide e os testículos reduzindo a produção de testosterona. Há estudos ainda não comprovados que o ferro elevado está ligado ao envelhecimento precoce, a alguns cânceres bem como a temida doença de Alzheimer.

Em casos de ferritina muito elevada e com dificuldade para baixar tem de se pensar numa doença hereditária chamada hemocromatose que deve ser tratada com muita atenção pois é uma doença crônica com efeitos muito ruins para o organismo. O diagnóstico desta doença é feito por exames genéticos.

Em caso de ferritina elevada como devo me comportar? - Uma consulta médica é obrigatória para saber se a ferritina é acompanhada de excesso de ferro ou ela é causada por outras doenças como diabete, hepatite, inflamações e tantas outras. Em caso de ferritina elevada por excesso de ferro duas medidas se impõe:

1. Restrição de ferro na dieta. As carnes, vísceras de animais, embutidos, peixes e frutos do mar, melado de cana são ricos em ferro e devem ser evitados. A frutose contida em sucos, principalmente industrializados é altamente prejudicial e deve ser evitada. O feijão, as folhas verdes, beterrabas podem ser ingeridas separadas das carnes. Alimentos preparados em panelas de ferro também são desaconselhados.

2. Sangrias ou doação de sangue. A presença de ferritina não contraindica a doação de sangue que deve ser feita de 2/2 meses. Em caso de ferritina muito elevada com excesso de ferro pode-se praticar sangrias quinzenais ou até semanais.

3. Os medicamentos chamados quelantes não são muito recomendados pois apresentam efeitos colaterais importantes além de um custo muito elevado.

Se alguém de tua família apresentar ferritina elevada lembre-se:

Uma consulta com médico é importante a fim de não tomar medidas indevidas.

Em caso de ferro elevado faça uma dieta recomendada.

As sangrias devem ser feitas em ambientes de banco de sangue ou de hospitais.

Se não tiver outro problema doe sangue pois, ferritina elevada não contraindica a doação.

O uso de chás verde e café junto às refeições reduzem a absorção do ferro.

Ferritina pode se elevar no diabete, nas doenças do fígado e nas infecções.

Comentários