DOENÇAS GENÉTICAS (HEREDITÁRIAS) (1ª parte)
Sexta, 24 de Abril de 2015

Os genes que herdamos dos pais podem aumentar o risco de desenvolver certas doenças. Para saber se uma doença é genética ela necessita apresentar:

Início precoce dos sintomas,

A mesma doença existir em diversos familiares,

Combinações de doenças como câncer de mama, de cólon e outras.

Edward Creagan da Clínica Mayo afirma: "Você não pode mudar sua história familiar, contudo os genes não são um destino. Para desenvolver uma doença para a qual está predestinado depende em grande parte de seus hábitos de vida".

 

BREVE HISTÓRIA DA GENÉTICA

Embora houvesse uma noção sobre a hereditariedade desde o mundo antigo, foi um monge agostiniano austríaco de Brno, atual República Tcheca que determinou as primeiras leis da genética estudando cruzamento de ervilhas. Estudou também abelhas cruzando espécimes da América do Sul com Egípcias, originando abelhas muito produtivas mas também muito agressivas.

Em 1903 foram descobertos os cromossomas, encarregados de transportar o material genético. Em 1953, Watson e Crick descreveram a estrutura do DNA. Em 2001 primeira descrição do Genoma humano (descrição dos genes humanos) e em 2003, em trabalho mundial coordenado por Collins e Venter foi anunciado o genoma completo pelo presidente Bill Clinton com estas palavras: "Aprendemos a linguagem que Deus criou a vida. Ficamos ainda mais admirados pela complexidade, pela beleza e pela maravilha da dádiva mais divina e mais sagrada de Deus".

 

NOÇÕES BÁSICAS DA GENÉTICA:

O corpo humano possui trilhões de células. Todas, exceto os glóbulos vermelhos do sangue têm um núcleo no qual se encontram 23 pares de uns bastões, chamados cromossomas que carregam o código genético. As células reprodutivas, óvulos e espermatozóides, contém apenas 23 cromossomas, pois se unirão com a outra célula reprodutiva para compor as células filhas. Em princípio, toda a pessoa possui 50% dos genes do pai e 50% da mãe. Há um par de cromossomas que é diferente no homem e na mulher. Chama-se cromossoma X, dos quais existem dois nas mulheres e apenas um nos homens, sendo substituídos por um outro chamado Y, presente somente nos homens.

Comentários