A atividade física e o envelhecimento
Sexta, 08 de Janeiro de 2016

Nos últimos 50 anos, foram acrescentados à nossa vida muitos recursos técnicos que, se de um lado nos facilitam, de outro nos levam a um sedentarismo perigoso. Automóveis, motos, controles remotos, telefone celular e outros reduziram acentuadamente nossa atividade física.

Essas mudanças têm elevado a incidência de doenças, muitas vezes fatais, como obesidade, diabetes, doenças cardíacas, doenças da coluna e das articulações que reduzem a quantidade e a qualidade de vida das pessoas, em especial de quem tem 60 anos ou mais.

Por esse motivo, os médicos têm recomendado a prática de atividades e de exercícios físicos, afinal essa prática é, isoladamente, a que mais influi na melhora de seu bem-estar físico.

Por atividade física entendem-se movimentos do dia a dia das pessoas, como limpar o jardim, cortar a grama, deixar de lado os utensílios domésticos como batedeira, misturadores e outros, fazendo a tarefa manualmente, lavar o carro, percorrer a pé percursos de curta distância, levar o cão para passear, em última análise, movimentar-se.

Exercícios físicos são atividades programadas, quer em academia ou mesmo em casa. Os exercícios podem ser aeróbicos, onde o oxigênio desempenha papel importante na liberação de energia dos músculos, e anaeróbios quando a energia independe do oxigênio.

Como exercícios aeróbicos, temos caminhadas, danças, steps, pular cordas, natação não-competitiva, bicicleta, tênis, trilhas e muitos outros. São recomendáveis para pessoas que necessitam melhorar a resistência, recuperar a memória, perder peso, controlar o diabetes e a pressão alta. Recomenda-se 150 minutos semanais para os que têm peso normal e 300 minutos para os obesos.

Os exercícios anaeróbicos, em geral, são os praticados em academias e que fazem uso de aparelhos, pesos, halteres, sendo indicados para recuperar ou manter a musculatura, combater a osteoporose e permanecer saudável. Recomenda-se fazer 3 vezes por semana e movimentar os 10 principais músculos do corpo.

Comentários