Orientação alimentar (parte 2)
Quinta, 24 de Março de 2016

FRUTAS

Vamos começar com as frutas. É de conhecimento geral que as frutas são muito saudáveis por possuírem várias vitaminas. Algumas frutas, como a uva, possuem flavonoides que reduzem os riscos cardíacos. Outras como o abacate contêm antioxidantes, principalmente a luteína e azeaxantina, que podem proteger contra a perda progressiva da visão e o envelhecimento da pele. As fibras das frutas contribuem para o melhor funcionamento do intestino, o que evita o câncer intestinal, bem como reduz a absorção das gorduras. Laranja e abacate contêm o beta-sitosterol, que ajuda a reduzir o colesterol do sangue.

Recomenda-se ingerir as frutas pela manhã ou ainda à tarde. À noite a ingestão da muitas frutas e alimentos de difícil digestão devem ser feitos com moderação, pois não é bom deitar-se com o estômago muito cheio. Outra observação é a de que sucos não substituem as frutas, uma vez que não possuem fibras, cuja ausência determina redução da função intestinal. Excesso de sucos determinam um aumento do apetite e o excesso de frutose pode determinar deposição de gorduras no fígado e formação excessiva de gases intestinais.

VEGETAIS E LEGUMES

A seguir temos os vegetais e os legumes. A ingestão de quantidades generosas de vegetais determina um menor risco de desenvolver doenças cardíacas. Os vegetais possuem substâncias fitoquímicas que parecem oferecer proteção contra o câncer. Estudos realizados nos Estados Unidos mostraram que as verduras do gênero brassica (repolho, brócolis, couve e mostarda) protegeram os indivíduos contra o câncer de intestino grosso.

Os vegetais possuem muitas vitaminas, além de considerável quantidade de sais minerais, folatos, ferro e cálcio, importantes para a fisiologia humana. Recomenda-se ingerir saladas com muitas cores, pois para cada cor há uma vitamina predominante.

Os legumes, (sementes produzidas dentro de vagens, como feijão, lentilhas, ervilhas e outras) contêm baixo teor de gordura e possuem grande quantidade de fibras solúveis que ajudam a baixar o colesterol e regular a glicose sanguínea. Legumes como feijão, soja, grão-de-bico, ervilhas são saudáveis substitutos da carne por terem boa quantia de proteína e não terem em sua composição o colesterol animal. Sua ingestão deve ser feita com moderação, pois podem desenvolver gases no intestino determinando desconforto. (continua)

Comentários