VITAMINAS E SAIS MINERAIS: (Parte 3)
Sexta, 29 de Abril de 2016

Vitaminas lipossolúveis:

VITAMINA E (Tocoferol)
Necessidade diária: 30 unidades ou 15mcg.
A vitamina E é encontrada em óleos vegetais, produtos integrais, frutas como o abacate e é muito abundante em amêndoas.
Tem comprovada ação na proteção dos glóbulos vermelhos, na fertilidade e no auxílio da visão. Efeitos sobre o coração e sobre o envelhecimento cerebral não estão comprovados.
Pessoas que ingerem por muito tempo mais de 400 unidades por dia podem desenvolver tonturas, náuseas, diarreias e acentuar o efeito de drogas que afinam o sangue, como a aspirina.

VITAMINA K
A vitamina K existe em alimentos que contenham gorduras como óleos. Frutas e hortaliças são, no entanto, suas principais fontes. No geral, pessoas saudáveis dificilmente fazem deficiência desta vitamina. Doenças inflamatórias intestinais, obstruções biliares, doenças crônicas do fígado e prematuridade são as principais causas de deficiência desta vitamina.
A vitamina K tem sua ação no fígado, onde exerce importante papel na formação de proteínas que ajudam coagular o sangue. Sua deficiência determina hemorragias graves devido à falta, principalmente, da proteína chamada protrombina. Em casos de deficiência, a reposição é feita através de injeções endovenosas de vitamina K1.

VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS
São vitaminas que se dissolvem e são absorvidas com uso de água ou líquidos aquosos. Abordaremos as mais importantes:
VITAMINA C (Ácido ascórbico)
A dose diária da importante vitamina C é de até 200mcg/dia, sendo que os fumantes necessitam dose maior. A vitamina C é encontrada nas frutas ácidas, vermelhas, bananas, pimentão e, em menor quantidade, nas verduras e folhas verdes. A vitamina C ingerida a partir de alimentos, não se sabe o por que, é mais eficiente que a tomada em suplementos.
A vitamina C conserva a integridade da pele, cura feridas e aumenta a imunidade contra infecções. Combate os radicais livres e por isto retarda o envelhecimento. Não há evidências que doses altas prejudiquem o organismo. Por ser ácido, quando tomada em altas quantidades, pode irritar o estômago, causar diarreia e favorecer sangramentos intestinais.

Leia mais sobre as vitaminas na próxima edição!

Comentários