Probióticos (parte 3)
Sexta, 18 de Novembro de 2016

TIPOS DE PROBIÓTICOS:

Chamadas bactérias lácticas, pois fermentam o leite, hoje são definidas como micro-organismos que tem o poder de reduzir açúcares em ácido lático. Há um grande número delas.

As bactérias lácticas constituem um grupo heterogêneo de micro-organismos ubíquos, que ocupam desde a superfície das plantas até o trato gastrointestinal dos animais. Classificadas em 12 grupos, apresentam centenas de espécies. As mais importantes para uso humano são as dos gêneros Lactobacilos e Bifidobacterium.

Nos dias de hoje, têm sua indicação industrial no tratamento e prevenção de doenças, na produção de proteínas, na produção de derivados lácteos e produtos cárneos, e estão sendo muito pesquisadas para a produção de vacinas para o ser humano e para animais.

FONTES DE PROBIÓTICOS:

Os probióticos são encontrados sob a forma de medicamentos ou de alimentos funcionais.

Os medicamentos constituem-se de micro-organismos liofilizados, que são vendidos sob a forma de pós ou de cápsulas. São mais duráveis e sua composição é conhecida, pois são submetidos ao controle da Vigilância Sanitária.

Os alimentos funcionais provêm de produtos lácteos ou cárneos, estes pouco usados em nossos meio. Muitos são os alimentos que carregam bactérias probióticas. Leite fermentado, queijos, iogurtes naturais, com adição de frutas ou fibras, em forma de sorvetes, e ainda bebidas mais usadas pela população de descendência árabe, chamadas Lében. Há também o Koumis, de origem russa, e o Kefir, de origem turca, alimentos pouco frequentes no nosso meio, pois são fabricados a partir do leite de outros animais que não o gado vacum.

Considerados como suplemento alimentar, são vendidos livremente nos mercados. Todos contêm bactérias, mas há alguns que são preparados especialmente para o fornecimento das mesmas e, portanto, são mais ricos e eficientes na recuperação da microbiota. Nestes, as bactérias são escolhidas para resistir à ação do ácido gástrico, pois a maior parte das bactérias da natureza é destruída pelo ácido do nosso estômago.

Comentários