Sonhos, conquistas e “dinheiro”
Sexta, 23 de Janeiro de 2015

Quem por um momento percebeu-se ou deparou-se com os olhos fixados e o pensamento distante, distante, mas desejável que estivesse próximo ou presente. Não estamos falando do “par perfeito” para os demais dias de sua vida, poderia ser, E sim em tudo aquilo que te faz calçar os sapatos e sair de casa todas as manhãs.

Muito possível que já tenhamos a distância que separa os desejos das conquistas, qual é o caminho e o tempo para alcançá-los? Para responder, você precisa medir, para medir você precisa escrever ou anotar e analisar.

A vida, ou digamos as decisões tornam os sonhos distantes, desestimulantes ou poderíamos dizer, quando não soubermos o caminho, qualquer vento nos leva. Traduzimos isso como “Planejamento Financeiro” e um ditado “Pague-se Primeiro”. Pagamos o mercado, a farmácia, o posto de combustível entre outros, e a parcela que é para realizar a viagem de férias, a casa, o carro ou talvez sair do emprego e ter uma nova fonte de renda com seu próprio negócio?

“Pague-se Primeiro” não é no final das distribuições do salário vou guardar o que restar, é separar parte do salário para comprar, viajar, realizar, satisfazer as vontades que fixam seus olhos distantes. Neste ponto você pode estar pensando ou dizendo – não sobra nada dos meus rendimentos, às vezes falta e tenho que guardar uma parte, não é possível! Neste exato raciocínio pode estar separando ou distanciando da satisfação da conquista, da alegria de realizar algo grandioso. 

Para tornar realidade é preciso querer fazer, tomar a atitude de iniciar um Planejamento Financeiro, traçar minhas metas e o que é necessário para a viajem das férias, a casa nova e tantos outros desejos. Quando visualiza e mede quanto é necessário, consigo localizar em qual ponto e qual a direção a seguir. 

Grandes momentos exigem alguns sacrifícios, e estes são válidos e motivadores quando existe recompensa, de nada é válido deixar de consumir algo em prol de simples objetos ou de sonhos distantes, isso vai tornar desestimulante o caminho e logo não é possível precisar qual é a direção correta. 

Sonhe grande, batalhes pelos desejos e principalmente ao pagar-se, não apenas guarde o valor, invista de forma inteligente que recompense o trabalho de vários dias e diminua a distância entre o sonho grande e a conquista.

Não carregue a dúvida da escolha correta, busque informações valiosas de profissionais competentes, e não pegue as informações como verdades absolutas. A informação pode estar correta, mas a melhor decisão é de quem convive com a escolha.

“Construímos casas magníficas em sonhos, porém só vivemos nas quais conseguimos construir.”

Comentários