4 Negócios para montar com menos R$ 10 mil – Parte 1
Sexta, 09 de Outubro de 2015

Abrir o próprio negócio para colocar em prática o desejo de empreender e conquistar a independência no mercado de trabalho é o sonho de muitos brasileiros.

Compartilho o texto de um site de finanças, que apresenta algumas opções de negócios rentáveis, de pouco investimento inicial e relativamente simples de serem administrados, mesmo por quem não possui experiência. Atenção sempre para a questão do mercado, pois não adianta ser mais um entre tantos outros que oferecem o mesmo serviço ou produto.

Ao estudar a oportunidade de começar o negócio, tenha um diferencial, mas tenha também bom senso. Se a sua cidade está “infestada” de concorrentes ou se você não tem afinidade nenhuma com o que pretende fazer, talvez seja melhor mudar de ideia e optar por outro negócio.

Vamos às ideias colocadas em prática por amigos e conhecidos e que podem ser úteis para você:

Consultoria e/ou Buffet de Festas Infantis

Criatividade e organização são os requisitos para quem quer se arriscar no setor de festas infantis. Além do buffet em si, também é necessário comprar utensílios básicos para realizar a decoração e contratar bons colaboradores (que podem prestar serviço de início, o que facilita a gestão e diminui os custos).

Se preferir, você pode ainda oferecer o serviço de decoração e animação infantil na casa do cliente ou trabalhar em conjunto com um espaço, e assim não há a necessidade de alugar algum lugar para instalar o buffet. Existe ainda a possibilidade de ser a responsável pela decoração, ideias e execução da montagem em parceria com buffets existentes na cidade.

Reforço escolar

Essa ideia tem dado certo por aqui, uma cidade universitária e, portanto, com muita mão de obra inteligente e com conhecimentos de diversas matérias de nível escolar. Pelo que descobri conversando com um amigo que atua como facilitador no reforço de muitos alunos do ensino médio, com menos de R$ 5 mil é possível iniciar a empresa.

Contratar professores, alugar uma pequena sala e fazer a publicidade da sua escola para atrair alunos são os passos básicos para começar o negócio. Um bom networking e relacionamento com as próprias escolas também ajuda bastante. Além do reforço escolar, ainda existe a opção de oferecer aulas de idiomas. Esse investimento costuma demorar até seis meses para ter retorno.

Comentários