Coelhinho da Páscoa o que trazes pra mim?
Quinta, 02 de Abril de 2015

Estamos nos aproximando novamente de uma das datas mais importantes para todos nós, a Páscoa nos faz refletir, nos faz pensar na vida e principalmente no sofrimento de Jesus Cristo, e sua morte na Sexta-feira Santa se torna a nossa esperança com a alegria da ressurreição no domingo de Páscoa, e juntamente com todos esses sentimentos da Semana Santa, voltamos a ser crianças com a magia que esta data nos proporciona onde o coelho da Páscoa parece roubar a cena e faz a alegria dos pequenos, juntamente com seus ovos e seus cantinhos, esses aprendidos desde a pré escola e que hoje são ensinados para os filhos, netos e para todas as crianças.

A importância desta tradição é algo muito grande, pois a infância passa por tudo isso. É preciso que as crianças aprendam e que acreditem no coelhinho da Páscoa, é preciso que os pais “peçam” ao coelhinho o presente dos seus filhos, assim como é importante, muitos outros personagens como a fada do dente, papai-noel entre outros. A criança precisa viver esta fase intensamente e a verdade sobre esses personagens deve ser descoberta o mais tarde possível, pois estamos vivendo em um tempo difícil, onde tudo acontece muito cedo, tudo é muito prematuro. Mas da mesma forma, não podemos esquecer o real sentido da Páscoa, e é importante que a magia que o coelhinho da Páscoa proporciona às crianças seja equilibrado com a realidade da Páscoa de Jesus e sua ressurreição.

O título do nosso texto nesta semana nos faz pensar algo além da canção, a expressão “o que trazes pra mim?” poderia muito bem ser substituído por “o que trouxe pra mim?” e com certeza faltariam páginas, faltariam palavras, e faltariam formas de agradecer não ao coelho, mas a Deus por tudo aquilo que nos dá diariamente, por mais que as vezes algo não sai da forma que planejamos, há um ditado que diz: “Deus fecha uma janela, mas te abre uma porta” e depende somente de você saber enfrentar a situação. Jesus Cristo nos deu sua vida e hoje podemos tranquilamente viver na esperança de que seremos eternamente felizes e que precisamos viver intensamente todos os momentos e a magia desta data, a tradição de presentear alguém que amamos deve ser colocado sempre em segundo plano quando se tratar do real sentido da Páscoa.

Podemos todos os anos, perceber os mesmos vícios do mundo capitalista, onde o ter, o querer e o poder se torna maior do que o pensar, o perdoar e o agir, e isso muitas vezes é passado para as novas gerações. Devemos medir e tentar equilibrar toda essa loucura e obsessão por comprar e também pelo vender e nos controlar fazendo com que esta seja uma data especial de comemoração e principalmente de oração. É nesta semana, que podemos ter uma conversa com nós mesmos, devemos externar a felicidade, mas realmente parar para um balanço interno e fazer desta data uma oportunidade de melhorar ainda mais a nossa convivência com os outros e o nosso amor por nós mesmos e por Deus.

Que o coelho da Páscoa possa nos presentear neste domingo com muitas alegrias, muitos ovos de chocolate, muita festa e que Jesus este que é o motivo da nossa alegria, nos traga todos os dias muita vontade, fé, amor, carinho e tudo aquilo que está guardado em nossos corações. E eu desejo a vocês meus leitores, uma feliz e abençoada Páscoa e que possamos a cada dia ser melhores e perceber as maravilhas que vivemos diariamente.

Um grande abraço a todos!

Comentários