Um mundo onde aprendemos a sonhar
Sexta, 17 de Abril de 2015

Na semana passada, falamos e homenageamos todos os jornalistas pelo seu dia e conseguimos perceber a importância do trabalho deste profissional para a informação e para o saber. Seguindo neste mesmo tema, uma das maiores fontes de conhecimento para todos nós, é o livro, podemos viver em um mundo onde a tecnologia tenta a cada dia tomar o espaço das páginas, através de livros eletrônicos, mas nada vai superar e tenho certeza que não haverá a extinção do livro em hipótese alguma, pois é no silêncio do quarto, nas páginas virando e nos olhos fixados nas palavras de um livro que podemos sonhar e adquirir o conhecimento para a vida.

Amanhã, 18, é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil e também Dia de Monteiro Lobato, advogado e um dos maiores escritores da literatura infantil do Brasil. A leitura é algo muito importante para o desenvolvimento social e cultural da criança e é necessário que o livro faça parte da rotina diária de todos os nossos pequenos, pois é através da imaginação, do conto de fadas, das histórias contadas nos livros que teremos crianças mais inteligentes e preparadas para o futuro.

O Dia do Livro Infantil está sendo comemorado no dia 18 de abril desde o ano 2002, pois esta é a data de nascimento do escritor Monteiro Lobato que nasceu no ano de 1882, este responsável pelo maior acervo de livros infantis e famoso por obras e pela criação de personagens famosos que é o caso de Dona Benta, Cuca, Pedrinho, Narizinho, Visconde de Sabugosa e Emilia entre outros personagens do Sítio do Picapau Amarelo, este que foi eternizado com programas de TV desde o final dos anos 70 e que acompanhou gerações até aproximadamente 2010. Quarenta anos de histórias e aventuras contadas de forma lúdica e com um propósito de estimular as crianças a imaginarem, a sonharem e aprenderem. O Sítio me traz ótimas lembranças, pois fez parte da minha infância e hoje recordo com muitas saudades daquele tempo onde a magia se fazia presente em todas as manhãs na série que passava na TV.

Nossa coluna desta semana, também traz algo para nós jovens e adultos, sobre a importância da leitura, de estudar, de estar informado que nos torna melhores e isso faz com que nós possamos colher os frutos seja ele, em um emprego melhor, no diálogo com as pessoas e também na convivência com os outros. Como diz o ditado: O saber não ocupa espaço, e nós não sabemos quando precisaremos de determinado conhecimento. Já dizia também Monteiro Lobato: “Um país é feito de homens e de livros”. Por isso vamos fazer uma experiência de leitura, se não há tempo para ler um livro que seja um jornal, uma revista, mas que nós jovens e adultos, possamos destinar alguns minutos para este encontro com as palavras e com nós mesmos pois é somente neste momento que paramos e treinamos a nossa mente, melhoramos nosso vocabulário e conhecimento de vida e principalmente, aprendemos a sonhar.

Comentários