Investir na arte é garantir uma vida mais feliz
Sexta, 17 de Julho de 2015

Nesta semana, continuaremos escrevendo sobre a série festivais que desta vez aconteceu em Palmitos-SC, na última quinta-feira (9). Um festival da canção que está em sua oitava edição e que é promovido pela equipe do CRAS do município e faz um dia diferenciado para as crianças que frequentam os SCFVs, (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos) os antigos PETIs, onde todos os dias dezenas de crianças frequentam esses lugares que são mantidos pelas Prefeituras Municipais em busca de um conhecimento diferenciado, através de oficinas e atividades das mais diversas áreas do conhecimento, dentre elas o auxílio pedagógico, o esporte, a música, a dança, entre outros.
No município de Caibi-SC e também Frederico Westphalen-RS, sou responsável pelo Coral dos SCFVs e os grupos de violão, e percebo a importância destes locais para todas as crianças que frequentam, pois encontram lá pessoas comprometidas com o seu futuro, que auxiliam de maneira competente no turno inverso ao da escola e que retiram elas das mais diversas situações e levam para um caminho de comprometimento e de aprendizado.
Como já foi escrito, na última quinta-feira, em Palmitos-SC, foi realizado o oitavo festival da canção e integração dos SCFVs da regional de Santa Cantarina que compõe os seguintes municípios: Águas de Chapecó, Caibi, Cunha Porã, Mondaí e Palmitos, o qual foi um momento diferente, assim como o InterPeti, que aconteceu em Cunha Porã em maio e o festival da Dança que ocorre anualmente em Caibi, onde todas as crianças participam e levam os seus talentos para o palco ou para a quadra e assim fazem da integração um momento de conhecimento e de novas amizades.
O festival aconteceu em três categorias, sendo elas Mirim (6 a 10 anos), Infantil (11 a 15 anos) e a categoria professores, e cada cidade pôde levar dois candidatos por categoria e um professor para competir em sua categoria. Dentre os 5 candidatos representantes da cidade de Caibi-SC, conseguimos 4 classificações, sendo o primeiro e o segundo lugar na categoria Mirim (6 a 10 anos), o segundo lugar na categoria Infantil (11 a 15 anos) e o primeiro lugar na categoria professor, sendo que a música interpretada foi Voa Liberdade – Jessé. Com esta classificação, percebo que o trabalho está sendo bem feito e que principalmente as crianças estão conseguindo levar um pouquinho dessa arte tão bonita que é a música.
Novamente destaco a importância da música no desenvolvimento das crianças, pois é a partir do conhecimento, do contato com a arte que teremos pessoas mais compreensíveis, maduras, disciplinadas, e, principalmente, mais felizes. O futuro da nossa sociedade está nas crianças e precisamos investir nelas. Lanço também um desafio, que nossa comunidade possa a cada dia oferecer espaços para Encontros Culturais, Festivais de dança, da canção, que possamos dar espaço aos talentos locais porque muitas vezes enterramos nossos talentos ou muitas vezes nem sabemos que eles existem e a partir do momento que somos desafiados, podemos estar expressando aquilo que temos dentro de nós, a nossa arte, representando a nossa tradição, e colaborando com a cultura da nossa comunidade.
Tenham todos um ótimo final de semana.

Comentários