Canto do Barril: Patrimônio Cultural de Frederico Westphalen
Sexta, 25 de Setembro de 2015

O 37º Acampamento Farrapo de Frederico Westphalen no ano de 2015 foi uma grande mistura de amor, cultura, música e a tradição gaúcha mais uma vez foi homenageada e exaltada pelo nosso povo. Encontros, conversas, aquela carne bem assada, o chimarrão e os shows embalaram a semana farroupilha, mas neste ano o que foi realmente marcado como patrimônio cultural do município foi o 3º Canto do Barril da Canção Gaúcha que, sem dúvidas, foi espetáculo à parte.
O 3º Canto do Barril da Canção Gaúcha teve por objetivo oportunizar a revelação de talentos na interpretação de músicas tradicionais do Rio Grande do Sul além de cultivar os verdadeiros valores da nossa cultura. O evento mantém vivos os costumes e usos característicos do povo gaúcho, dá visibilidade aos intérpretes da música gaúcha, cria uma consciência artística compromissada com a valorização da vida e promove o município de Frederico Westphalen como um polo cultural.
A condução de Ricardo Favin e Morgana Pavan, com suas vozes maravilhosas, encaminhou 27 cantores que encantaram a comunidade com as mais diversas canções do Rio Grande do Sul. Os intérpretes foram divididos em três categorias sendo 1- Abaixo de 14 anos, 2 - Acima de 14 anos (solo) e 3 - Acima de 14 anos (dupla/trio). Na noite de quinta-feira (17), aconteceu a fase classificatória onde os jurados escolheram apenas cinco de cada categoria para subirem ao palco na grande final. Na noite de sábado 15 cantores retornaram e deram um show. Todos os presentes estavam emocionados e com certeza foi um evento de grande nível que a cada ano crescerá ainda mais.
Os vencedores do 3º Canto do Barril foram: Categoria até 14 anos: 1º lugar: Maria Eduarda da Silva, de Passo Fundo, que interpretou a chamarra “Poema da quinta lua” de Sérgio Carvalho e Cristian Camargo; 2º lugar: Lavínia Dorneles de Lima Santos, de Palmeira das Missões, que interpretou a milonga “Da Mesma Canção” de Carlos Osmar Vilella Gomes e Diogo; 3º lugar: Gabriel Martins Fortes, de Palmeira das Missões, que interpretou a milonga “Guri” de João Batista Machado e Julio Machado da Silva Filho. Categoria acima de 14 anos solo: 1º lugar: Fernanda Nascimento, de Palmeira das Missões, que interpretou a Milonga “Rancho de luz” de Carlos Omar Vilela Gomes e Tulio Orach; 2º lugar: Eduarda Bassani Tiburski, de Frederico Westphalen, que interpretou a chamarra “Senhor das manhãs de maio” de Luiz Marrenco; 3º lugar: Cristiano Sonntag, de Dois Irmãos das Missões, que interpretou a Milonga Canção “A vida de cabelos brancos” de Rômulo Chaves e Nilton Ferreira. Categoria acima de 14 anos dupla ou mais intérpretes: 1º lugar: Érlon Medeiros Lissak, Felipe Piovesan Bonfante e Marcos Vinicius Pinto, de municípios da região, que interpretaram a milonga “Com almas iguais” de Joca Martins; 2º lugar: Vandonei dos Santos e Kauana Emanuely Kern, de Três Passos e Frederico Westphalen, que interpretaram a milonga “Guri” de Cesar Passarinho, e 3º lugar: Camila Tasseto e Micael Milani Sarmento de Taquaruçu do Sul e Erval Seco, que interpretaram a música “Ainda existe um lugar" de Wilson Paim.
Na organização deste festival estavam a Associação Farroupilha Frederiquense (AFF), Prefeitura e Câmara de Vereadores, e a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), que não mediram esforços para que o festival acontecesse e que hoje recebem os aplausos e o agradecimento não só dos cantores, mas da comunidade que pôde prestigiar um evento de alto nível.
Como finalista do 3º Canto do Barril da Canção Gaúcha, só tenho a agradecer a todos que se esforçam para que a arte e a cultura do nosso povo cresça a cada dia. Tenho certeza de que quem ganhou com este evento não foram somente os músicos e as pessoas que se apresentaram, mas sim a comunidade frederiquense. O canto do Barril já é uma marca da nossa comunidade e a minha torcida é que ele cresça a cada ano e que tome dimensões ainda maiores.

Comentários