Rebeldia
Sexta, 21 de Novembro de 2014

Bom dia mui amados leitores.

Aprendiz: Qual o significado de Rebeldia, mestre.

Mestre: De modo geral, está relacionado ao ato de uma pessoa se rebelar, ou seja, pensar, sentir e agir de maneira contrária a uma idéia, a uma filosofia, às tradições socioculturais, aos comportamentos comumente usuais numa população, povo, nação. É um fenômeno muito comum no ser humano quando se encontra em períodos de mudanças psíquico-corporais, como na adolescência. Pode-se dizer também que a rebeldia é uma forma exagerada de oposicionismo que pode gerar comportamentos que causam estranheza ao grupamento maior (família, amizades, no trabalho, na sociedade). 

Aprendiz: Que exemplos podem ser apresentados das pessoas rebeldes?

Mestre: Vários, um adolescente que não aceita as normas da sua família no que diz respeito aos conceitos e tratos sobre a sexualidade. Uma pessoa que não concorda com normas tradicionais da empresa onde trabalha e através de seus atos “contraditórios, discordantes” poderá derrubar os papéis que estão na mesa do seu chefe. Um adolescente que sensibilizado pelas diferenças sociais (GLS, Índios, pobres, ricos...) sai às ruas levantando bandeiras e, até mesmo fazendo arruaças para chamar mais a atenção da sociedade em campanhas para evitar a discriminação ou a indiferença das pessoas e autoridades sobre o assunto. Contudo a rebeldia não deve ser entendida como sinônimo de doença, mas poderá gerar distúrbios psíquicos, físicos, psicossomáticos - como a ansiedade - e comportamentais se o rebelde não tiver uma orientação adequada (pais, parentes, amigos, profissionais da saúde).

Aprendiz: E o que deveria ser feito com alguém que começa a se rebelar contra as estruturas tradicionais da sociedade, por exemplo, pela falta de proteção legal dos povos indígenas?

Mestre: Um dos encaminhamentos possíveis ao rebelde seria a sua interação com profissionais da área da saúde para receber uma orientação psíquica, bem como para dar a devida orientação aos seus pais. Também é importante gerar outras oportunidades socioeducativas para o rebelde experienciar mais (visitar comunidades indígenas, visitar hospitais, visitar orfanatos, visitar escolas, visitar universidades, visitar empresas que desenvolvem projetos sociais, ambientais, outros...) proporcionando ao rebelde, outras visões das realidades que existem. Quanto ao rebelde pelas causas indígenas, o melhor é que este rebelde, por exemplo, fizesse o curso de Direito, se destacasse nos estudos e no curso, se aperfeiçoasse na magistratura e, posteriormente, como Juiz, ou Promotor, defendesse a causa dos povos indígenas com propriedade jurídica, com sabedoria!

Aprendiz: De forma geral, que mensagem tens para dizer aos rebeldes, mestre?

Mestre: Vivam mais! Aprendam mais! Estudem e se aperfeiçoem mais! A princípio, todo ser humano é meio rebelde e a rebeldia poderá gerar benefícios à sociedade. Contudo, experiencie mais, conheça mais a si mesmo para conhecer melhor as pessoas, as sociedades e assim, entenderás o mundo em que vives. Podes ser idealista, mas não percas teu tempo, nem amizades, nem familiares, nem a tua própria saúde querendo mudar o mundo sem antes te conhecer, sem conseguir mudar a si mesmo, sem desenvolver as suas potencialidades legalmente. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários