O Despertar da Educação à Pátria Educadora
Sexta, 10 de Abril de 2015

Bom dia mui amados leitores, por que a Educação é tão importante na construção de uma nação livre, justa, pacífica e próspera?! Por que atuamos como espectadores e até mesmo como atores da violência diária?! Por que vemos tantas manchetes de corrupção?! 

Aprendiz: Mestre; em nossos diálogos anteriores, concluímos que a estrutura básica para a construção de um país forte, desenvolvido, livre e democrático é a Educação. Mas, conta-me como essa temática se estabeleceu na história da civilização ocidental?

Mestre: Na antiga Grécia, há cerca de 2.500 anos, viveram os grandes pensadores da humanidade que criaram teorias explicativas sobre: a existência humana, as relações dos seres vivos com o meio ambiente, o corpo humano e a sua alma, o sistema solar, e a existência de um grande criador, um engenheiro ou arquiteto do universo (Deus). 

Aprendiz: E como os sábios da antiga Grécia conseguiam gerar tantas teorias a respeito de tudo se naquela época não existiam tantas tecnologias para o ser humano validar suas hipóteses sobre tantos assuntos?

Mestre: De fato, eles não tinham tecnologias de ponta, nem computadores, mas desenvolviam raciocínios estupendos através da arte do pensar organizadamente pela Filosofia e nos estudos Matemáticos. Os escolarcas, mestres filósofos e matemáticos, também denominados de geômetras, desenvolviam a dialética como a metodologia fundamental para gerar o conhecimento aos alunos através de um sistema de ensino, inicialmente velado, mas que foi idealizado universal, democrático, sem discriminações e sendo um dever do Estado. Assim foi na criação da primeira instituição educacional: a Academia de Platão, o grande discípulo do sábio Sócrates, na cidade de Atenas o berço da democracia e da civilização ocidental.

Aprendiz: E o que os geômetras pregavam sobre a educação, mestre?

Mestre: Iniciando com o fundador da Academia, o grande sábio Platão, este acreditava que a educação era a base para a formação do indivíduo saudável, forte, virtuoso que pratica a moral universal de modo justo e perfeito e, consequentemente, estes indivíduos seriam a base da estrutura social e do desenvolvimento das sociedades. Platão estabeleceu um sistema de ensino contínuo capaz de “desenvolver as potencialidades de cada ser humano” em todas as fases da vida, a começar pela gestação (planejamento familiar e cuidados alimentares), durante a fase infantil, adolescência e adultez até os 35 anos de idade, na qual estariam prontos os “sábios para governar”; respeitando as condições naturais da alma que cada indivíduo continha para servir à sociedade. 

Aprendiz: Então, para o grande sábio Platão, através do processo educacional se consolida a formação completa (corpo, mente e alma) de um indivíduo-social para atuar beneficamente à sociedade na construção da nação: pacífica, desenvolvida e próspera. 

Mestre: Exatamente! Platão acreditava que a Educação era a fonte do despertar da alma, da ética, da moral universal, da verdade, da sapiência, da justiça, da formação de sábios governantes para o bem de todos e à felicidade geral da nação. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações! 

Comentários