Para 2014: a receita de muito arroz e o feijão...
Sexta, 13 de Dezembro de 2013

 

Bom dia mui amados leitores. O término do ano 2013 está próximo, antes teremos o aniversário de Jesus (Natal). Poderemos elevar nossos auspícios para 2014?!

Aprendiz: Mestre, o que poderemos esperar em 2014 para o povo da Nova Canaã?

Mestre: Antes de tecer expectativas fundamentadas na conjectura sociopolítica e econômica da nação, reserve um momento de silêncio para refletir sobre si mesmo. Analises como está fundamentada a tua personalidade: no bem, no mais ou menos, no mau? Quais eram os teus propósitos, objetivos quando o ano de 2013 iniciou e verifiques quais conseguiste atingir de modo digno, honroso sem prejudicar ninguém direta ou indiretamente. Realize a seguinte análise: verifique se nas tuas ações do dia a dia utilizaste com maior frequência as palavras: amor, caridade, compaixão, compreensão, doação, fraternidade, honra, igualdade, justiça, lealdade, perdão, solidariedade, tolerância, verdade, virtude. Para cada vez que utilizaste uma destas palavras adiciones um grãozinho de arroz num prato. E verifiques também o quanto fizeste uso das palavras: agressividade, avareza, “cola”, crueldade, desonra, egoísmo, falsidade, fanatismo, indiferença, intolerância, inveja, maldade, mentira, ódio, perversão, poder, preguiça, superioridade, tirania, traição, vaidade, vício, vingança, violência. Para cada vez que usaste estas palavras acrescentes um grão de feijão no mesmo prato. Ao final da tua análise, verifiques como ficou o teu prato de arroz com feijão: preto e branco/ branco, preto.

Aprendiz: E como posso compreender o resultado?

Mestre: Faça um balanço do resultado em grãos de arroz e de feijão, se tiveste mais arroz no prato é um indicativo de bom sinal para a sociedade em 2014.

Aprendiz: Como assim Mestre?! Por que o resultado que eu encontrar no meu prato pode ser usado como indicativo de que a vida será melhor ou pior em 2014?

Mestre: Você é um ser social, portanto, a base da sociedade está em ti mesmo. Tudo mais é reflexo de ti, assim como dos outros. Como o próprio exemplo ilustrativo do prato de arroz e feijão. Portanto, o que vês resultar na sociedade são consequências.

Aprendiz: Mestre existe alguma receita para se obter mais arroz no prato da sociedade?

Mestre: Sim, através de ações políticas, econômicas, tributárias e sociais capazes de elevar a Educação – com qualidade – ao grau de prioridade máxima para o desenvolvimento da nação. Acrescente durante este processo de evolução educacional os temperos da solidariedade, da justiça, da fé. Para acompanhar o prato principal, ofereça com fartura trabalhos dignos com remuneração justa e perfeitamente suficiente aos chefes da casa, para manter forte e unida a “família” que é a base da “sociedade”; para brindar: Saúde!!!

Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários