Funasa e água: fonte da vida
Sexta, 09 de Outubro de 2015

Bom dia mui amados leitores. Como valoramos a substância inorgânica mais primordial à vida no planeta? Aqueles que possuem oferta em abundância nem percebem o quanto ela é essencial, até a desperdiçam e a poluem. Mas para aqueles que compartilham a escassez diária, é a substância mais valiosa.

Aprendiz: Diga-me mestre, qual é a substância mais importante à vida no planeta Terra?

Mestre: A mesma que compõe 70% da superfície do planeta e cerca de 70% dos seres vivos. Refiro-me à água.

Aprendiz: Como a água surgiu no planeta?

Mestre: A água surgiu no período de formação do planeta Terra, quando o mesmo se encontrava no estágio denominado protoplaneta. Nossa água tem origem externa, proveniente das quedas de cometas que são corpos celestes constituídos de material rochoso e gelo.

Aprendiz: E por que a água é tão importante?

Mestre: Primordialmente porque a presença da água no planeta serviu para resfriar o planeta, formar a atmosfera gasosa, reunir e transportar nutrientes para formar as primeiras estruturas celulares (coacervados), facilitar a atividade enzimática e reações químicas, facilitar as trocas de íons e de calor.

Aprendiz: E por que a água tem relação direta com a nossa vida?

Mestre: Primeiramente porque sem a água no estado líquido, não haveria oxigênio para respirarmos, pois o oxigênio que está presente na atmosfera e à nossa disposição é proveniente das reações de fotólise da água que ocorre nos seres fotossintetizantes, como as plantas. Segundo, porque sem água nas células que compõem o nosso corpo, morreríamos devido às inúmeras funções que a água exerce no organismo, por exemplo: nas reações de oxido-reduções, nas reações enzimáticas, na confecção de estruturas moleculares e do organismo, no transporte de nutrientes, na eliminação de substâncias.

Aprendiz: E que tipo de água podemos tomar?

Mestre: A água, para ser ingerida e consumida diariamente pelos seres humanos, deve ter um padrão físico-químico e microbiológico. Por exemplo, a água não pode conter compostos químicos provenientes da lavoura, como os agrotóxicos. Também não poderá conter resíduos da cidade, como por exemplo remédios, hormônios, ácidos, restos de matadouro, esgotos (domiciliar/industrial), bactérias, vírus, protozoários, etc., que podem gerar até doenças gravíssimas, como disfunções hormonais, diarreias, hepatite e cânceres.

Aprendiz: E como se controla o padrão de qualidade e identidade da água?

Mestre: Existem órgãos, agências e estruturas para orientar, fiscalizar, fomentar, analisar e tratar a água, como a Funasa (Fundação Nacional da Saúde) que faz trabalhos para o Saneamento Ambiental e à Saúde; tem ainda o Semae, a Corsan.

Aprendiz: Seria muito importante que as autoridades governamentais viabilizassem a instalação desses órgãos, como a Funasa, em cada região do Estado (Norte, Noroeste, Centro, Sul, Sudeste, etc.) priorizando programas e ações para cuidar das águas do meio rural e urbano de modo sustentável. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários