MUSIKANTIGA
Sexta, 27 de Novembro de 2015

Bom dia mui amados leitores. Convido-os a prestigiar o talento de nossos artistas conterrâneos, regionais e até internacionais no “II Recital de Músicas Antigas (Musikantiga): clássicas, clássico-contemporâneo e erudito” nesta sexta-feira, 27 de novembro, às 19h30, no auditório da Escola Cardeal Roncalli de Frederico Westphalen. O evento é gratuito.

Mais uma vez, Frederico Westphalen se destaca nas atividades de arte e cultura da nossa região, tão necessárias para promover o desenvolvimento humanístico nas pessoas. Como já dizia o filósofo Aristóteles: “A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e eleva o ser humano acima de sua condição”. Este evento terá a participação do “Grupo Cantabile, de professores locais, regionais de outros países, como o Professor de Piano Josquian Lauton da França, além dos pequenos, médios e grandes talentos estudantis” e conta com o apoio da Associação Cultural Atena (ACA), que tanto tem desenvolvido ações para a promoção efetiva da arte e da cultura no município de Frederico Westphalen e para toda a região, além desse democrático veículo de informação da nossa região, cito: o Jornal Folha do Noroeste. Deve-se ressaltar que o município de Frederico Westphalen recebeu uma vertente nova de desenvolvimento nos últimos dez anos, em parte em função das universidades, fontes de conhecimento, arte, cultura, intercâmbios científicos, artísticos e culturais, além da formação e qualificação de profissionais para o mercado de trabalho local, regional e para todo o país. Analisando-se economicamente, uma das universidades públicas de Frederico Westphalen injeta no seio da comunidade local cerca de 10 milhões anualmente através dos salários de seus servidores. Seguindo a linha dos grandes pensadores que viram na arte, na música um instrumento em potencial para tocar o âmago das pessoas e, consequentemente, servir à educação, ao desenvolvimento das pessoas para uma sociedade mais harmônica, justa e quiçá pacífica, não seria o momento adequado para todos os municípios investir em políticas públicas às artes, às músicas, à cultura? Quantos municípios ainda não possuem uma secretaria específica para a cultura? Quantos municípios ainda não possuem políticas culturais? Quantos não possuem um centro cultural, um teatro para promoção das artes, das músicas, das danças, da cultura? E por quê? Será que os representantes não percebem que diante de tanta turbidez na esfera política, econômica e social da atualidade, diante de tanto esoterismo e violência, um dos únicos caminhos a seguir em benefício do reencontro do homem com o ser filho de Deus, ou seja, como elo entre aqueles X e os outros Y é através da redução das polaridades? E qual seria o instrumento capaz de remover as polarizações? Provavelmente, conforme os sábios da humanidade, são os instrumentos que ligam o ser humano à sua essência, à sua alma. Quem não se sensibiliza ao fechar os olhos abrindo os ouvidos da alma para a belíssima música do pianista Frédéric Chopin Noturno Op. 9 n.2? E a maravilhosa peça teatral de Lago dos Cisnes de Tchaikovsky? As artes, as músicas eruditas, clássicas, modernas, clássico-contemporâneas são os elementos de ligação entre o ser, a sua alma e o Divino. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários