Recessão x Corrupção: quem pagará a conta?!
Sexta, 04 de Dezembro de 2015

Bom dia mui amados leitores. Poucos veículos de comunicação têm revelado os motivos que levaram o país a entrar no retrocesso econômico.

Aprendiz: Mestre, desde o início do ano que os meios de comunicação têm noticiado acerca da retração na economia do país. Vemos e ouvimos autoridades discursar sobre a necessidade de apertar o cinto, que o povo tem de fazer sacrifício em nome do país, que não haverá aumentos e nem reposições salariais (garantidos por lei), que é necessário aumentar juros (os mais altos do mundo) e carga tributária além da recente ressuscitação da CPMF pela câmara dos deputados. São tantos discursos recheados de termos técnicos que até parece uma salada de frutas que foi batida no liquidificador, propositadamente, para impossibilitar o entendimento das verdadeiras causas. E a corrupção? Será que existe alguma ligação entre a corrupção e a recessão econômica?
Mestre: Vamos fazer uma breve reflexão sobre o assunto. Recentemente (atual) foi anunciado por um grupo de repórteres de uma grande rede televisiva que a retração da economia do país corresponde a 3,7% do PIB (Produto Interno Bruto), hoje 5,52 trilhões, ou seja, neste ano o país deixou de produzir o equivalente a 204 bilhões. Somado a dívida com o INSS (cerca de 30 bilhões), o país teria um déficit nos cofres públicos de 234 bilhões. Por outro lado, concernente aos desvios, sonegação e uso ilícito de verbas públicas, dinheiro público (direto/indireto/lavado) pelos esquemas de corrupção instalados internamente e, talvez até externamente, no país, segundo os pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o país perde cerca de 5% do PIB todos os anos pelos esquemas de corrupção, ou seja, 276 bilhões.

Aprendiz: Nossa! Por esses dados, pode-se ver que o principal vilão da recessão econômica do país é a corrupção! Nem mesmo a dívida com o INSS é tão grande comparada ao montante de capital extirpado da nossa economia pela corrupção. Mas, por que será que as autoridades competentes e honestas desse país não combatem a corrupção?

Mestre: A corrupção tem sido muito bem combatida pelos homens honestos e dignos desse país. Principalmente, através de ações conjuntas entre o Ministério Público, a Procuradoria Geral da União e a Polícia Federal. Contudo sempre surgem brechas na lei para reduzir a ação efetiva do combate à corrupção. Estudos comprovam que de cada 100 indivíduos indiciados e presos temporariamente pela Polícia Federal, apenas 7 são sentenciados às penas de reclusão, além de ressarcirem os prejuízos financeiros aos cofres públicos; geralmente é ressarcido uma pequena parte. Assim, para o corrupto, a chance de ser sentenciado e preso é muito baixa (7%), comparada a possibilidade de se obter grandes fortunas de maneira ilegal (93%). Isto só reforça o termo impunidade.

Aprendiz: Então é necessário criar meios para eliminar essas brechas na lei, bem como com a impunidade. Todo esse montante roubado anualmente do erário do país que deveria ser utilizado para fortalecer a nossa economia, para gerar mais emprego, aumentar a renda dos trabalhadores, melhorar a saúde, o sistema de transporte, o sistema de educação e segurança, está servindo em benéfico de corruptos, deixando o país mais pobre e, obviamente, o povo. E quem vai ter que pagar essa conta gerada pela corrupção? Será o povo, com mais tributações, mais juros, mais anos de trabalho, etc. Tenham uma boa semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários