Honra para o mundo novo
Sexta, 01 de Abril de 2016

Bom dia mui amados leitores, onde estará a esperança de um mundo melhor diante das crises política, social e econômica na longa jornada da vida?

Aprendiz: Mestre, muitos utilizam a expressão do tipo: os fins justificam os meios. Será que as pessoas devem fazer de tudo para conquistar seus objetivos e se darem bem na vida? O que significa vencer na vida?

Mestre: Esta expressão está relacionada à obra “O Príncipe” de Maquiavel, escrita num período em que a monarquia italiana estava em conflito com o novo sistema republicano das cidades-estados, como Florença, cidade natal de Maquiavel. Em tal magnífica obra literária, Maquiavel descreve como agiam os governantes, reis, príncipes daquela época em que o povo não participava das decisões políticas, econômicas. Para os governantes, o povo era considerado inapto aos assuntos e decisões políticas e quanto mais ignorantes eram, mais fácil era a governança. O que importava ao povo eram os feitos que os governantes mostravam, como a construção de uma estátua, uma ponte, um estádio, um circo, não importando os meios que os políticos utilizaram para atingir aquela finalidade. Na visão política daquela época, não importavam os meios pelos quais os governantes reinavam, exerciam o poder, desde que alcançassem seus objetivos e mostrassem alguma coisa para o povo ver, admirar. Por isso era comum às disputas internas para ascensão do poder, até mesmo irmão destruindo irmão para obter o reinado. Deste modo, a obra de Maquiavel foi um marco esclarecedor sobre o modo de operação (modus operandi) da política sem qualquer observância à ética, à moral.

Aprendiz: Então o povo aceitava as práticas dos reis quando mandavam seus soldados invadir, saquear e até matar as pessoas de outro reinado, desde que voltassem vitoriosos, mostrando as riquezas obtidas ao povo, sem importar os meios legais, éticos e morais, ou seja, valia usar todos os meios para alcançar os objetivos. Essa era a grande glória dos reis, príncipes e imperadores. Ainda hoje escutamos as frases de Maquiavel ditas e até mesmo ocultas nas entre frases e entre linhas de discursos de políticos e de amigos destes que desfrutam vantagens por fazer de tudo que lhes é pedido, ou seja, independente de terem o mérito na ocupação de cargos e independente de exercerem suas funções com ética e moral. Tudo pelo poder. Como construir um mundo melhor?

Mestre: Essa era a política do passado, dos imperadores que não tinham moral e nem coração. Contudo, esse tipo de prática do vale tudo maquiavélico não é mais aceitável nas nações em que a política é exercida pelos representantes do povo, para manter os interesses do povo através da observância Jurídica do Estado Democrático de Direito, os direitos de todos assegurado na Constituição. Portanto, de nada vale obter conquistas lindas e prêmios, até internacionais, se após 30 anos de muita luta esta pessoa se apresentar indigna, desonesta, sem ética, sem moral. É como alguém que constrói um lindo castelo para todos verem, admirar, mas fundamentado num solo de cemitério ou lixão. Portanto, Aprendiz, vencer na vida não é uma questão avaliada em metais e castelos, mas na honestidade, na ética e na moral. Não importa se você é pobre ou rico, mas o modo pelo qual ages para viver, construir o seu lar, criar e sustentar a sua família, assim como a boa convivência com a comunidade e que seja sempre com honra. Um mundo novo, melhor, se constrói com honra: honrar os pais, honrar os filhos, honrar os descendentes e ascendentes, honrar a sociedade, o trabalho, o município, a constituição, o país. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!
 

Comentários