Barrabás, Barrabás!!!
Sexta, 08 de Abril de 2016

Bom dia mui amados leitores. O que poderá acontecer no cenário político, econômico e social da Nova Canaã diante dos avanços dos trabalhos políticos e jurídicos nos casos de impugnações de mandatos da rainha, do vice-rei e de um empolado parlamentar?

Aprendiz: Mestre, por acaso já tiveste alguma visão, algum sonho do que poderá acontecer nos próximos dias acerca dos processos de impedimentos?

Mestre: Alguns lampejos no campo da previsibilidade surgiram ao despertar de um sonho sobre as questões no âmbito político, no âmbito jurídico, no social e econômico separadamente, contudo, interligados. Politicamente, antes mesmo de ser instalado o processo decisório no congresso, práticas de troca-troca e benesses surgirão. Para assegurar o número mínimo de votos, que anulará o processo de impedimento, as práticas de pagamentos aos parlamentares poderão ser utilizadas, ou seja, milhões de reais gerados pelo trabalho honesto dos contribuintes serão repassados aos congressistas como... verbas suplementares. No campo Jurídico, os diversos processos de impugnação serão analisados pelos membros da corte bem além da fundamentação jurídica e interpretados pela hermenêutica do Direito. Contudo, para assegurar os mandatos, as melhores ilações jurídicas poderão ser despertadas através de ganhos secundários e longe dos olhos dos tele-espectadores, por exemplo: nomeações de afilhados dos atuais membros do STF e do STE. (Evangelho de Mateus capítulo 4:9). No campo social, sujeitam-se as demonstrações de forças pelo reprocesso de insurreição das organizações paramilitares dissimuladas para causar desordem e aterrorizar a sociedade civil, bem como a presença da infantaria de operárias para proteger a rainha na realeira da colmeia palaciana. No campo econômico, a recessão já instalada tomará corpo e força.

Aprendiz: Mas se esta visão se concretizar, o festejo dos agraciados será muito maior do que um cardápio de pizzas outrora oferecido no palácio! Além das consequências funestas ao país (inflação, desemprego, violência). Existiria outro quadro visionário?

Mestre: Não, mas se a ética, a moral e a responsabilidade honrosa dos congressistas e do Judiciário forem à base para fundamentar o início dos trabalhos até o veredito final, sempre com a plena transparência obtida nos belíssimos trabalhos da imprensa e legalmente amparada pelo artigo 220 da CRFB, assim como o acompanhamento pacífico e constante da população elucidada, então o número que resultará dessa roleta política poderá ser totalmente diferente.

Aprendiz: Então, observando as relatividades da razão, depara-se num jogo de poder que gera na população a expectativa de culpabilidade; quem será crucificado dessa vez?

Mestre: Para obteres essa resposta, deverias estudar o processo de julgamento de Jesus. Infelizmente, mesmo depois de decorridos 1983 anos ainda ecoam as vozes de Caifás, Pôncio Pilatos e do aliciado povo gritando com benevolência: Barrabás, Barrabás!

Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários