Salvar a nação ou lixar o futuro?!
Sexta, 29 de Abril de 2016

Bom dia mui amados leitores. O que se deve esperar de um município, um Estado, um país que não investe no futuro das crianças e jovens? É só ler as notícias da ação da brigada contra os ladrões de carro na última sexta-feira em Porto Alegre ou ver o vídeo da câmara de segurança do Hospital “Cristo Redentor” - publicado pelas jornalistas Adriana Irion e Vanessa Kannenberg - para percebermos que a negligência, o descaso, a falta de investimentos em programas sociais eficientes resulta num final infeliz.

Aprendiz: Nas redes sociais existe grande divergência de opiniões referente à ação dos policiais que resultou na morte de quatro ladrões de carro com idades de 18, 21, 22 e 29 anos. Muitos aplaudem a eficiência dos policiais e os tratam como heróis, enquanto outros reprovam a ação deles porque usaram força excessiva. Quem está certo e quem está errado?

Mestre: Os julgamentos da população sobre os resultados das ações policiais sempre irão gerar polêmicas. Com todo o respeito, o povo julga com base em conceitos elaborados em preferências, aparências, emoções, gostos pessoais que são volitivos. Portanto, se não és togado, não deveis julgar.

Aprendiz: Mas, será que os policiais foram bem preparados para executar aquela ação?

Mestre: Os policiais são servidores do sistema de segurança pública e são preparados para agir contra aqueles que ferem a ordem social, seguindo as orientações legais e do oficialato.

Aprendiz: Então, como deveria ser enfrentado o problema da criminalidade?

Mestre: O povo e parte dos seus representantes apenas veem e agem nas consequências, o que tem gerado grandes gastos ao erário público, lotação nos presídios e os resultados não são significativamente positivos, nem mesmo na elaboração de leis como a provável Lei de redução da maioridade penal. O que deveria ser gerado no país para combater a violência é a Lei de Responsabilidade ao Desenvolvimento da Vida Humana - através de ornamentos jurídicos permeados no Estatuto da Criança e na Constituição. Assim, os municípios deveriam criar Programas de Desenvolvimento Humano-Social, a partir dos cuidados pré-natais de gestantes até a formação do indivíduo social adulto. Tais programas, por exemplo, consistiriam de: Centros de Cultura e Arte, Centro de Esportes (Futebol, Voleibol, Natação, Patinação, Danças, Ginásticas, todas as modalidades), Centros de Pré-Formação às atividades Sociais Básicas (Bombeiros, Saúde Familiar, Segurança Pública, Alimentação/Nutrição, Legislação, Meio Ambiente, Sanitarismo, etc.), estas atividades seriam complementares às escolares. Além disso, as escolas deveriam realizar atividades integrativas frequentes com a comunidade e uma nova lei deveria ser criada: a Lei da Redução da idade às atividades do Serviço Militar (por exemplo, em atividades de apoio e suporte). Assim como as crianças se preparam às línguas estrangeiras, elas também se preparariam às atividades sociais, culturais, esportivas e militares desde cedo. Segundo os dados do IBGE, no país existe cerca de “70 milhões” de pessoas na faixa de 0 a 19 anos de idade, um número que corresponderá a X milhões de cidadãos respeitadores da Lei e da Ordem social e um número Y de milhões de pessoas ingressando nas atividades ilegais e criminosas, este último geralmente é devido à falta de caminhos de desenvolvimento humano capazes de elevar a autoestima das crianças e jovens que gerariam expectativas e esperanças ao indivíduo para um futuro participativo e honroso na sociedade. A falta de Programas de Desenvolvimento Humano às crianças desde cedo vai gerar milhares de jovens que optarão pelos caminhos mais fáceis à satisfação de necessidades, desejos e sonhos que apenas engrossam o caldo da criminalidade (prostituição, tráfico, roubos, assaltos, crimes etc) os quais geram consequências danosas, tristes e estarrecedoras. O futuro da nação não pode ser jogado no lixo, ainda há salvação e os municípios são o epicentro para gerar a onda de um novo processo de desenvolvimento humano-social. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários