A importância dos recursos hídricos
Sexta, 26 de Agosto de 2016

Bom dia, mui amados leitores. Diariamente, convivemos com a principal fonte de existência de vida do planeta e será que damos atenção adequada a ela? Refiro-me à água. Nos dias 15-16 de agosto, ocorreu o 1º Seminário de Gestão de Recursos Hídricos da Universidade Federal de Santa Maria/Campus – FW, em parceria com a ABRH (Associação Brasileira de Recursos Hídricos) no município de Frederico Westphalen.

Aprendiz: Mestre; por que a água é tão importante para todos no planeta?

Mestre: Porque a água é o principal componente de toda matéria viva. A água constitui de 94 a 60% do ser humano, desde a sua formação embrionária até o envelhecimento. Noutras espécies essa concentração pode ser até maior, como nas de plantas (96%) e água-viva (98%-cnidários). Além disso, a água tem propriedades físico-químicas especiais para que as reações metabólicas ocorram nos organismos. A água não é importante apenas para hidratar um organismo, saciar a sede, ou servir para limpeza e higiene ou em operações e processos de produção de alimentos e bens de consumo. A água tem funções específicas para o equilíbrio e saúde dos organismos vivos, propriedades ímpares pelas quais nenhuma outra substância é capaz de substituí-la. Como exemplos, citam-se: transportes de substâncias (nutrientes) nas células e organismos, reações químicas, termorregulação, lubrificante, reações de hidrólise, equilíbrio osmótico, equilíbrio ácido-básico, eliminação de substâncias desnecessárias e potencialmente nocivas (suor, urina).

Aprendiz: Qual a importância de um Seminário de Recursos Hídricos num município?

Mestre: Um Seminário, Simpósio, Fórum, um Congresso geralmente é constituído por autoridades que possuem conhecimento científico e/ou experiência nos assuntos que são tratados com a comunidade. Neste 1º Seminário de Gestão de Recursos Hídricos da UFSM/Campus-FW foram tratados assuntos de extrema importância, tais como: gestão dos recursos hídricos, a importância do saneamento municipal, tratamento da rede de esgotos e das águas (ETEs, ETAs), monitoramento da qualidade química e microbiológica das águas para o consumo humano e produção, política e legislação ambiental, fenômenos e desastres naturais, pagamento por serviços ambientais (cuidado com as fontes de abastecimento, recarga e reserva de água/mananciais, poços, aquíferos), sanidade ambiental, controle e monitoramento da água em relação à presença de agrotóxicos, plastificantes, metais pesados, substâncias farmacologicamente ativas e capazes de gerar dano à saúde animal e humana como doenças e feminização pela presença de resíduos de etinilestradiol (contraceptivos/pílula), bacia-escola, além de outros. O evento teve apoio fundamental da ABRH, Emater-Ascar, IFF-FW, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Saltus/Consultoria Ambiental e Florestal, Darup Comunicação, Prefeitura, Associação Comercial e Industrial (ACI-FW), Comitê de Bacia do Rio da Várzea e Governo do Estado do Rio Grande do Sul (Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) com a importantíssima participação das redes de comunicação do município: jornal Folha do Noroeste, rádio Luz e Alegria, rádio Comunitária e o jornal O Alto Uruguai. A água de qualidade é fundamental à vida! E quanto a tudo que se faz no planeta, a mãe natureza faz retornar ao ser humano (com ou sem qualidade), gerando benefícios ou prejuízos a todos, hoje e no futuro. Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários