Alimento
Sexta, 18 de Abril de 2014

Bom dia mui amados leitores. Quais entendimentos podem ser dados à palavra alimento? Por exemplo: substância de origem animal ou vegetal que tem a função de nutrir as células de um ser vivo a fim de manter seu organismo saudável com capacidade reprodutiva à perpetuação da espécie. 

Aprendiz: Mestre, recentemente um indivíduo muito pobre se aproximou de mim pedindo um alimento, um pão para saciar a sua fome. Como eu estava próximo à residência de um parente, pedi ao mendigo que esperasse alguns minutos para eu preparar algum alimento para ele. Entrei na casa da minha vó, dirigi-me a ela explicando a situação, e prontamente fui direto à cozinha preparar um sanduíche com pão, maionese, ovo, queijo, presunto, tomate e alface. Levei cerca de uns 7 minutos preparando aquele delicioso alimento ao mendigo que deveria estar me esperando na rua. Ao chegar à rua olhei para um lado, para o outro e chamei o mendigo que já estava indo embora, provavelmente devido a minha demora em preparar um sanduíche completo. Quando o mendigo se aproximou, estendi o braço e com um sorriso lhe dei o sanduíche. Tinha a expectativa de receber um agradecimento do mendigo por ter elaborado um delicioso alimento para saciar a sua fome.

Mestre: E o que aconteceu, aprendiz?

Aprendiz: O mendigo pegou o sanduíche na mão, abriu-o e vendo todo aquele recheio olhou para mim com desgosto nos olhos dizendo: mas o que é isso!!! Subitamente, atirou o sanduíche no chão demonstrando raiva; olhou-me com reprovação, virou as costas e foi embora. Eu não entendi mestre. Fiz aquele sanduíche com tanto esmero e compaixão. Por que o mendigo agiu daquele modo? Afinal ele não estava com fome?

Mestre: É difícil entender a mente de alguém apenas por uma situação inusitada. Contudo, deves aprender que nem todas as pessoas sentem o mesmo tipo de necessidade, mesmo passando por privações e nem todos possuem os mesmos gostos. Além disso, nem só de pão vive o homem. Talvez o alimento que ele desejasse naquele momento não fosse um pão, um delicioso sanduíche, um arroz e feijão, mas uma palavra de fé, de esperança. 

Aprendiz: Entendo mestre, mas mesmo assim, quando ele recebeu um delicioso alimento - desejado por muitos, talvez – ele não deveria valorizá-lo?

Mestre: Mas, aquele que nada possui: o que deve valorizar? 

Tenham uma ótima semana e um Feliz Domingo de Páscoa! Que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários