Mudar o mundo?!
Sexta, 15 de Novembro de 2013

Bom dia mui amados leitores, vamos entender mais sobre a vida, o mundo e sobre nós mesmos para que possamos compreender como está girando a roda da sociedade.

Aprendiz: Mestre, por que é tão difícil acabar com a maldade, a ganância, a corrupção, a violência para mudar o mundo à vida digna e melhor para todos?

Mestre: Caro aprendiz, é necessário lembrares que o ser humano é uma entidade contida no Universo, assim como tantos outros seres vivos e não vivos. Portanto, no homem, dentro de si mesmo, estão presentes as leis que regem o universo, como a física, química, biologia, até mesmo a psicologia. Logo, é necessário que o homem tenha disposição para conhecer, estudar e trabalhar o próprio homem em si mesmo.

Aprendiz: Mas que relação existe entre essas leis universais que estão em mim com “mudar o mundo”? Eu quero apenas um mundo mais justo, sem violência, sem pobreza, sem mensaleiros, sem corrupção? Um mundo onde todos possam ser educados, ter acesso à saúde com qualidade, onde todos podem trabalhar e sonhar na construção real e honesta de seus sonhos, como: amor, família, amizades, moradia, transporte, lazer; ser feliz!

Mestre: Louvo teus ideais, dignos de um cidadão do bem e, portanto, que deseja o bem a todos. Mas tens que estudar mais, como as leis da física, por exemplo: a Inércia, onde um corpo tende a manter sempre o seu estado de repouso ou de movimento constante, ou seja, não mudará até que surja uma força maior capaz de alterar positivamente a força resultante. Diga-me: é fácil alguém mudar seus hábitos? Por exemplo, acordar duas horas mais cedo todos os dias da semana? É fácil fazer um regime de emagrecimento, comer apenas o necessário para viver com saúde? É fácil para alguém deixar de fumar? É fácil as pessoas deixarem de dirigir seus automóveis quando vão nas festas para ingerir bebidas alcoólicas, mesmo sabendo que a ingestão alcoólica está relacionada a 70% dos acidentes de trânsito? Que a cada 7 segundos ocorre um acidente de trânsito e morrem 45mil/ano (uma população como a de Palmeira desaparecia a cada ano) e que o custo social é de 10 bilhões/ano? Quanto dinheiro do governo (povo) poderia ser economizado para outras serventias sociais se os motoristas tivessem responsabilidades como verdadeiros cidadãos? Quantos pais, na roda da cerveja após um joguinho de futebol, conversam sobre os educadores de seus pequeninos filhos, em vez de falarem baboseiras de sexo alheio. Por exemplos: quem são os professores de seus filhos nas escolas da rede de ensino; nas escolinhas de futebol; nas artes? Pessoas impacientes, invejosas, desrespeitosas, mentirosas, violentas, pervertidas, alcoólicas, viciadas, desonestas, desqualificadas, com histórico criminal, psicopatas? São essas as pessoas que estão formando os seus filhos para um futuro próspero e feliz? Se assim for, diga-me: quem se importa com boas mudanças na sociedade? *Cuidem de seus filhos! O futuro da sociedade, diariamente, está sendo construído neles – no presente. Assim gira a roda.

Aprendiz: Mestre, agora eu entendo como as leis do universo estão presentes no homem. Realmente, só haverá mudanças positivas na sociedade para o sumo bem quando tivermos o conhecimento para mudar a nós mesmos; esse é o primeiro desafio! Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários