Discriminação e Consciência Universal!
Sexta, 30 de Maio de 2014

Bom dia mui amados leitores. 

Aprendiz: Na semana passada, estudamos a evolução biológica que transformou o homem em um ser superior. Observou-se que este ser de grande capacidade racional ainda não evoluiu ao ponto de manter o convívio pacífico e harmônico com seus semelhantes. Por que é tão difícil viver na paz, na harmonia que traz benefícios a todos?

Mestre: A resposta está no conhecimento do ser humano. O processo de evolução biológico que proporcionou a grande capacidade racional no ser humano é apenas uma das etapas de evolução. Como o homem poderia compreender o universo e a si mesmo se não desenvolvesse a racionalidade? Imagines se não existisse a ciência, a tecnologia, a medicina? Qual seria o tempo de vida do ser humano? Talvez, 29 anos como os Neandertais. Porém, o desenvolvimento do cérebro humano proporcionou o desenvolvimento científico e tecnológico; vive-se, em média, 79 anos (Isaias Raw, et al, 2001).

Aprendiz: Entendo a importância do desenvolvimento da racionalidade, mas por que esse grande cérebro não serviu para criar sociedades pacíficas e harmônicas? Veja, por exemplo, como os povos palestino e judeu guerreiam constantemente.

Mestre: Há mais de 7 mil anos o ser humano tem promovido discriminações. Discriminações das mais variadas formas, por: etnias, origens, pigmentação da pele (cor), trabalho, posses, acesso ao conhecimento, religiões, grupos, partidos, ideologias, financeiro, status, etc. 

Aprendiz: Mas o que é discriminação?

Mestre: Discriminar é o mesmo que estabelecer diferenças de modo injusto.

Aprendiz: Mas mestre, a lei maior proíbe qualquer tipo de discriminação! Será que o ser humano ainda não consegue compreender isso com o seu cérebro superior?

Mestre: As raízes culturais são profundas, assim como o Ego... A lei que citaste é de 1988.

Aprendiz: Mas como será possível reverter esse quadro da discriminação para o ser humano viver em harmonia?

Mestre: Existem maneiras de reduzir as diferenças discriminatórias. Para um povo organizado é necessário investir em políticas públicas à Educação de qualidade, em projetos culturais (filosofia, esporte, música, teatro, etc.). Assim como um sistema educacional diferenciado, direcionado não apenas ao mercado de trabalho, mas também para o desenvolvimento do despertar da consciência universal.

Aprendiz: E o que é a consciência universal?

Mestre: É a consciência que une, integra, pacifica, harmoniza, liga os seres humanos a tudo, ao universo, ao Deus criador. 

Aprendiz: Mas mestre, qual é o caminho para os seres humanos, assim como os educadores evoluírem na direção da consciência universal?

Mestre: Adentre na senda do coração para iniciar a jornada.

Tenham uma ótima semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações!

Comentários