A Verdade
Sexta, 27 de Junho de 2014

Bom dia mui amados leitores. Hoje farei uma breve introdução no assunto titular.

Aprendiz: Mestre, eu tenho visto na Nova Canaã muita discussão sobre a relatividade do que é certo e errado nos dias de hoje. Dizem que os bons valores, a honestidade, são coisas do passado que hoje em dia tudo é relativo. Afinal, qual é a verdade entre o certo e o errado?

Mestre: Este assunto tem potencial para ser abordado em longas horas de diálogo. Para dar início a essa discussão e gerar um entendimento acerca das discussões que ocorrem no seio político e social da Nova Canaã de quem tem razão ou não, proponho uma história acerca do que é a verdade. 

“Era uma vez sete sábios cegos. Ambos discutiam acerca de seus conhecimentos e um se exaltava mais que o outro afirmando que era mais conhecedor de tudo do que os demais e nunca chegavam a um acordo de quem detinha a verdade. Numa certa ocasião, em meio a tanta discórdia, passava um rei. O rei perguntou sobre o que estavam discutindo e um deles disse: queremos saber quem é o merecedor da verdade em seus discursos. Então, o rei propôs um desafio ao sete sábios cegos que imediatamente aceitaram. Assim, o rei mandou buscar um animal que eles não tinham conhecimento e o colocou diante dos sábios. (Era um elefante). Então o rei pediu para que cada um descrevesse que animal era aquele, o vencedor estaria com a verdade. O primeiro cego tocou a tromba do elefante e disse: Esse animal é comprido como uma serpente. O segundo sábio tocou no grande e duro dente e afirmou: Esse animal é duro como uma pedra. O terceiro sábio pegou o rabo e disse: esse animal é fino com alguns fiapos na ponta, parece ser feito de cordinhas. O quarto sábio pegou na orelha e disse: esse animal parece com uma folha bem grande e grossa. O quinto sábio pegou uma das patas e disse: esse animal é como um tronco de árvore. E assim os outros dois sábios também descreveram uma parte do elefante conforme tocavam. Ao terminar a descrição do animal, perguntaram ao rei quem havia descrito verdadeiramente o animal. Então o rei respondeu: cada um de vocês acertou sobre o que percebia ao tocar no animal, contudo, descreveu apenas uma parte do animal, uma parte do todo do que é um elefante. Um dos sábios disse, sim é verdade, isto porque cada um de nós tinha o conhecimento de uma determinada parte do elefante. Nisso, outro sábio perguntou ao rei, mas quem ganhou a disputa sobre a verdade? Então o rei disse: grandes sábios que estão discutindo quem é o dono da verdade, vocês parecem cegos! Todos estão falando a verdade, mas apenas uma parte específica dela. Além do que vocês precisam integrar os conhecimentos.” 

Aprendiz: Mestre, que mensagem se pode obter sobre a história contada?

Mestre: Nenhum ser humano é dono de toda a verdade, porque ninguém a detém por inteiro. Por isso nas discussões, na vida, o ser humano precisa desenvolver a humildade, o respeito, a tolerância para ouvir, entender o outro e integrar os conhecimentos, contribuindo, assim, para a evolução social. Tenham uma boa semana e que Deus ilumine vossas mentes e corações! 

Comentários