Inter
Sexta, 18 de Setembro de 2015

Que vitória fantástica sobre o Corinthians na quarta-feira. Aliás, vencer o Corinthians sempre é bom, afinal é o time preferido da Globo, da arbitragem e goza de grandes regalias e benefícios, tanto financeiros quanto políticos.
Mas o que realmente vale ser comentado é a forma como se deu a vitória. Mesmo desfalcado, o Internacional foi superior o tempo todo e fez por merecer a vitória de virada. A disposição física e tática fez a diferença.

Inter II
Argel foi inteligente não só ao corrigir a escalação, trocando um volante por um atacante, mas por ter proposto em posições antagônicas do gramado. Nos poucos momentos que o jogo centralizou-se no meio campo o Corinthians mostrou mais qualidade, por isso na inteligência de esperar o jogo e posicionar-se rapidamente no ataque.

Grêmio
A cada jogo o Grêmio confirma mais o seu bom momento, com uma capacidade incrível de administrar o jogo, e nas oportunidades criadas tem sido “cirúrgico” no acabamento.
Não restam dúvidas que o tricolor está muito bem encaminhado na briga pelo título, mas principalmente pela vaga a Libertadores.
Ainda resta, no entanto, uma pequena desconfiança quando se trata de manter a performance na reta final da competição. No ano passado esteve ali no G4 até as últimas rodadas quando caiu muito de produção e acabou ficando apenas na sétima colocação.

União
No domingo, três da tarde, o União joga por uma vitória em Palmeira das Missões. Se o resultado não vier, um empate já será bom, mas em caso de derrota aí a situação se complica. Mais uma vez o Leão da Colina transfere para os últimos jogos o contexto de decisão e sempre joga pressionado. Tomara que venha a vitória, o que, mesmo não garantindo a vaga antecipadamente, garante mais tranquilidade para o confronto contra o Marau.

Comentários