Planejamento
Sexta, 29 de Abril de 2016

Este Grêmio da atualidade vem deixando muito a desejar quando o assunto é mata-mata ou decisão de título. Já faz tempo que o armário gremista não recebe uma taça e mesmo nos momentos em que o clube apresenta-se como franco-favorito, não consegue levar o favoritismo até o fim.
Nas duas competições que vinha disputando – Gauchão, eliminado pelo Juventude, e Libertadores, em desvantagem diante do Rosário Central –, o que faltou foi planejamento, a começar pelo primeiro confronto contra o Juventude, no qual avançou rumo à desclassificação.

Planejamento II
Não foi só na hora das disputas decisivas que o Grêmio falhou até aqui, afinal, qual outro clube brasileiro teve um surto de caxumba em pleno Século 21.
A atual direção do Grêmio está para o administrador que só faz gestão e não faz política: lá na frente vai saber onde errou, assim como aquele que só faz política e não faz gestão: a cobrança um dia chega.
Este Grêmio na gestão Romildo Bolzan Jr. vai muito bem quando joga diante de adversários tecnicamente e financeiramente superiores; quando o adversário é menor, falta humildade e sobra soberba, por isso acho que terá melhor resultado no Brasileirão contra os grandes de São Paulo e Rio.

Internacional
Com mais humildade, mais trabalho e ciente do tamanho e da qualidade do seu elenco, o Internacional foi chegando e desembarcou a mais uma final. O clube está prestes a manter a hegemonia do futebol do Rio Grande do Sul.
Tá jogando pro gasto, mas seu armário de taças não apresenta teia de aranhas e na última década as conquistas foram muitas.

União
Jogo para cumprir tabela e dar ritmo para alguns jogadores. Pela primeira vez na sua história, o União garante vaga com duas rodadas de antecedência e isto que começou mal.
Não resta dúvida que a atitude da direção neste ano fez a diferença, não esperou até o limite para promover as mudanças necessárias e mostrar que aqui se faz futebol com seriedade.
Só falta o torcedor comparecer nos jogos no Vermelhão da Colina e mostrar que a nossa fibra não morreu, nossa garra não esmoreceu e aqui ninguém pisa em nosso pala.

Comentários