Exagero
Sexta, 05 de Setembro de 2014

Os clubes de futebol do Rio Grande do Sul vem sofrendo punições rigorosas por conta das atitudes de alguns de seus torcedores, que comprometem toda uma história, construída dentro de campo.

Casos de racismo realmente são intoleráveis, mas por que não punir os covardes que fazem tais crimes, em vez de sacrificar o futebol?

Tirar o Grêmio da Copa do Brasil é sem dúvidas um excesso, será que fosse contra algum dos grandes de Rio e São Paulo a punição seria tão severa?

Há poucos dias, o Internacional foi julgado porque torcedores do Flamengo agrediram um jogador do seu próprio clube fora do estádio. Quantos torcedores no Rio e São Paulo já morreram vítimas de agressões de torcidas rivais? Em qual caso Palmeiras, Corinthians, Vasco, Flamengo foram condenados?

 

Futebol

Tanto Internacional quanto o Grêmio precisam melhorar o seu futebol, há muita inconstância, falta de padrão, oscilação tática e principalmente qualidade de elenco. Isto tudo tem sido responsável pelos maus resultados, pela perda de jogos teoricamente fáceis e dificuldades diversas em todas as competições.

Como se diz popularmente, “sem futebol não se vai a baile”. Ambos precisam melhorar muito e talvez até mudar radicalmente a fotografia das equipes, há muita gente que está nos clubes há muitos anos, e sem ganhar títulos, precisam ser substituídos.

Copa do Brasil

O que aparentava ser uma competição nacional fácil de ser conquistada tornou-se inatingível para Internacional e Grêmio. O Inter porque perdeu para um adversário sem expressividade, embora a boa campanha na Série B, Ceará, e o Grêmio que já havia sido derrotado em casa por 2 a zero, eliminado pela Justiça Desportiva pelo caso de racismo de meia dúzia contra jogadores do Santos.

Ou a dupla Grenal prioriza de fato uma competição nacional, ou vai continuar assim, enganando a si mesmo. Até quando o Internacional vai estar na vice-liderança do Brasileirão, sendo tão incompetente em alguns jogos? E o Grêmio, talvez possa voltar a sonhar em 2015.

União

O União Frederiquense, através da sua diretoria, segue com os preparativos para disputar a Série A do Gauchão em 2015. O trabalho de recuperação do gramado do Vermelhão da Colina, divulgado pelo presidente Edio Salton, já está em andamento.

O gramado recuperado será um benefício extra para o clube, já que em 2014, bem como em anos anteriores, tornou-se um componente a mais a dificultar a equipe, pois além do abatimento técnico durante os jogos, também foi responsável por inúmeras lesões que desfalcaram a equipe na competição.

 

 

 

 

Comentários