O QUE CULTIVAR NO INVERNO? TRIGO, AVEIA OU PRATICAR O POUSIO?
Sexta, 15 de Maio de 2015

O preparo da terra para a semeadura das culturas de inverno se intensifica na região. Os agricultores buscam culturas para ocupar as restevas. A angústia é decidir se semear trigo, aveia ou deixar as áreas em pousio. O trigo teve o preço mínimo reajustado nesta semana de R$33,45/sc para R$34,98/sc. Com um reajuste de pouco mais de 4% não estimula o agricultor que vê o mercado pagando ao redor de R$30,00/sc. Contudo o custo de produção estimado de R$26,57/sc pode ser vantajoso quando se admite que a cultura dilui custos fixos da propriedade, contribui para a rotação de culturas, protege o solo, auxilia o financiamento da safra de verão e dinamiza o fluxo de caixa. A questão é escolher cultivares mais adaptadas às condições locais, que tenham boa produtividade e que resistam as pragas e doenças para baratear os custos de produção. Tarefa difícil, pois as cultivares disponíveis ainda não reúnem características que suportam o cultivo na diversidade de solos e clima como os da nossa região. O risco, embora seja uma característica do empreendedor, poucos estão dispostos a correr. A perspectiva de melhora dos preços depende de vários fatores entre os quais a oferta e a procura. A produção nacional de trigo na safra 2014/2015 foi de 5,9 milhões de toneladas. O consumo interno chegou a 12,2 milhões de toneladas, e importação, a 6,6 milhões de toneladas.
O cultivo da aveia na região basicamente se destina para pastagens e pouco tem o fim para a produção de grãos. Grande está sendo a procura de semente para a formação de pastagens para gado de leite, sobretudo nas pequenas e médias propriedades. Já nas propriedades maiores o cultivo é para a cobertura de solo e, alguma coisa para grãos. Há no mercado hoje cultivares de aveia melhorada com propósitos diversos. Tem aquelas que se destinam para fins forrageiros com grande capacidade de formação de massa verde, resistente ao pisoteio, grande capacidade de rebrote, excelente valor nutricional, boa capacidade digestiva entre outros atributos positivos. Tem aquelas que se destinam para a produção de grãos para a indústria. Embora ainda com mercado restrito estas se apresentam como boa opção de cultivo para ingresso de receita na propriedade.
O pousio é uma opção que, em muitas propriedades, tem viabilidade, pois a cobertura de solo pela palhada de resteva e pela vegetação espontânea protege o solo deixando as áreas disponíveis para a implantação de culturas no cedo. Alternativa também é encontrada no pousio quando se pensa em diminuir as pragas e doenças para as safras seguintes, além é claro da redução de custos com o movimento de maquinas, aplicação de insumos e de mão de obra. Cada caso deve ser avaliado com cautela, pois decisões tomadas impulsivamente ou com pouco critério pode contribuir para comprometer a rentabilidade da propriedade.

Comentários