AS EXPOSIÇÕES QUE ANIMAM AS REGIÕES
Sexta, 27 de Maio de 2016

O empresário que trabalha duro para permanecer no mercado se recobre de ânimo nas feiras. As feiras são vitrines onde é exposto o que há de melhor. O melhor do trabalho, o melhor da dedicação, o melhor resultado que se externa no produto de qualidade. Tudo é focado na esperança de formar opinião no visitante sobre a utilidade daquilo que a empresa oferece. O expositor tem a chance de ampliar o alcance da informação sobre o que produz. O produto é exposto para que o visitante o apreenda com todos os seus sentidos. Cada expositor imprime os “truques” da psicologia para cativar o visitante. As particularidades de cada expositor forma uma variabilidade de oportunidades que tornam as feiras sempre interessantes.

Além do foco da comercialização, as feiras e as exposições são espaços para disseminar conhecimento e tecnologia. Não me canso em retomar este assunto pela importância e pela oportunidade. Pela importância, pois uma das formas de assimilação do conhecimento ocorre pela visualização do objeto. Aquilo que é novo, aquilo que me chama a atenção é melhor fixado na mente quando vejo. Então o conhecimento e a tecnologia “entram pelo olho”. Aliás! Quando a pessoa tem a oportunidade de experimentar o produto são os cinco sentidos que são usados para apreender o produto. Pela oportunidade, pois é agora e aqui na região.

Mergulhado na organização da EXPOFRED, posso afirmar que o visitante, especialmente o agricultor, quando sair do Parque de Exposições terá opinião formada sobre uma diversidade de atividades. Tanto o agronegócio está presente, como a agricultura familiar, a indústria, o comércio e os serviços. Chama a atenção a quantidade e a diversidade de máquinas, de equipamentos e de veículos expostos. Isto se constitui em indicativo de que a automação e a mecanização trazem conforto e qualidade de vida para os usuários. A tecnologia não está somente nas máquinas e equipamentos, mas também na genética, no manejo, na nutrição, na transformação, no respeito ao meio ambiente, nas metodologias de acesso e tratamento da informação e tantos outros meios rebuscados da aplicação do conhecimento humano. A quantidade de expositores, a variabilidade de produtos e a qualidade da exposição indica que a região está inserida numa economia de mercado. Numa economia que é movida, não só pelo produto final, mas também pelos produtos que compõem a cadeia produtiva e, por isso geram riqueza. Tudo é oportuno e importante nas feiras. A exposição de produtos e serviços, os encontros, as referências, os contatos, o clima de festa e, sobretudo a energia positiva que paira no ambiente. É por isso que afirmo categoricamente que as feiras e exposições são espaços de conhecimento e de tecnologia e as feiras animam as regiões. Vamos aproveitar as oportunidades.

Comentários