A Expofred e o agronegócio regional
Sexta, 09 de Maio de 2014

 

Terminada a Expofred e no “rescaldo” da sua significância, confirmou-se o esperado para o setor agropecuário ou, como queiram, para o agronegócio. A Feira mostrou a pujança e o potencial que a agricultura e a pecuária têm na região. Foi uma vitrine tecnológica onde os visitantes puderam interagir e conhecer o que tem de melhor na região. 

O setor de máquinas e equipamentos chamou a atenção pela variedade, pela modernidade, pelo conforto e pelo desempenho. A Feira mostrou que a agricultura regional está bem servida de representantes e é referência para a grande, média e pequena propriedade.

Os visitantes também puderam formar opinião no setor de transportes de carga, veículos utilitários e de passeio. O desenvolvimento da região se faz notar também pelo acesso da população aos meios de transporte mais confortáveis, seguros e eficazes.

Fez bonito o setor de equipamentos agrícolas tais como a irrigação, a hidroponia e a atividade leiteira que apresentaram espaço dedicado com profissionais a disposição para orientações e redimir dúvidas dos visitantes. Observa-se que a qualificação da produção de pastagens, de hortaliças, de frutas e de grãos em pequenos espaços tem suporte local e os agricultores poderão empreender com opinião formada aumentando as chances de sucesso.

Grande destaque teve o setor de animais representados pelos bovinos de leite, de corte, caprinos, suínos e ovinos. Fizeram-se presentes produtores de leite expondo animais (terneiras) com aptidão produtiva nos padrões da raça holandesa e Jersey. A atividade leiteira é uma das atividades principais da região e em muitas propriedades é a única para ingresso de receita. Logo, junto ao espaço da via tecnológica do leite o pavilhão dedicado aos animais leiteiros teve destaque e foi um dos mais frequentados pelo público visitante. Oportunidade ímpar teve o público em assistir o julgamento dos animais (terneiras e novilhas) com padrão leiteiro. Foi uma aula de morfologia onde o julgador indicou as características desejáveis dos animais premiados que melhor representaram a raça Holandesa e a raça Jersey.

Oportunidade de conhecimento sobre padrão racial de ovinos caprinos e suínos tiveram os visitantes que adentraram no pavilhão dedicado a estas espécies. Embora com pouca expressão econômica ainda na região, os ovinos e os caprinos encantaram pelo padrão dos representantes que lá estavam. O suíno que se constitui no principal componente do PIB agrícola de Frederico Westphalen seguido pelas aves, milho, e pelo leite teve representantes do padrão racial mais criado na região. O visitante pode identificar as características raciais dos suínos fazendo um comparativo evolutivo do melhoramento genético para fins industriais.

O setor de bovinos de corte encantou pelos indivíduos expostos mostrando que a região tem potencial para qualificar ainda mais esta atividade podendo se constituir em opção de renda para inúmeras propriedades. 

A Expofred foi uma grande escola e uma vitrine do empreendedorismo regional. Parabéns aos organizadores e ao povo frederiquense que fez bonito mais uma vez.

Comentários