55 anos de Emater em Frederico Westphalen
Sexta, 22 de Agosto de 2014

O conhecimento é a mola propulsora do desenvolvimento das pessoas. Disso muito se tem falado. Basta olhar os países e as regiões prósperas. O acesso à educação começa em casa, na família. O conhecimento se busca na escola e na universidade. Porém, o conhecimento se espalha, sobretudo no interior pela extensão rural. E, quando se fala em extensão rural logo vem a mente a Emater. 

No interior dos municípios é muito difícil que uma família não tenha recebido uma visita ou algum serviço da Emater. Ela é que vem fazendo a ligação das políticas públicas com os agricultores. A Emater é que faz primordialmente a difusão de tecnologias para o meio rural. Graças a ela o desenvolvimento rural aconteceu no Brasil.

Lembro quando eu era criança que recebíamos a visita dos extensionistas, que num fusca amarelinho, vinham ensinar a colocar adubo e calcário nas lavouras. Lembro que quase sempre vinham em dois: um homem e uma mulher. O homem falava com meu pai e caminhavam pelas lavouras. A mulher ficava com minha mãe falando sobre a horta, a casa, o jardim e a água. Falava também de nós que éramos crianças e de outras coisas mais que eu nem entendia. Aliás, eu entendia pouco do que eles falavam, mas o pai dizia que nós iríamos melhorar de vida porque iríamos produzir mais pelo calcário e pelo adubo que iriam colocar na lavoura. O calcário! Que era o calcário? O extensionista ensinava meu pai a espalhar aquela espécie de mistura de areia branca com farinha. Um “pó pesado”. Era assim que nas rodas de conversa se referiam do calcário. Eis que daí um tempo um povaréu se juntou lá em casa para ver o efeito do calcário. Onde o milho não crescia direito estava vigoroso e com espigas nunca vistas. Até os inços eram muito maiores do que antes. E, as pessoas se admiravam do que era capaz aqueles produtos aplicados: o calcário e o adubo. 

Pois bem! Fiz esse relato para dizer o quanto ficou marcado na minha mente aquela imagem dos extensionistas. Assim também, falo seguidamente com pessoas do interior e relatam das tecnologias que acessaram através desta entidade marcando suas vidas. 

Extensionistas da Emater. Emater que tanto vem contribuindo para a promoção humana e econômica das famílias gaúchas. Entidade que está em todos os municípios do Estado levando conhecimento e tecnologia para as regiões mais remotas dos municípios. Contribuem para a organização das comunidades, aproximam pessoas pelos encontros, organizam grupos, excursões, visitas técnicas, fazem parceria, estimulam as famílias a melhorarem de vida. Emater que promove pessoas há 55 anos em Frederico Westphalen. Parabéns! Obrigado a todos os extensionistas que através desta entidade se dedicam com maestria em favor dos agricultores frederiquenses.

Comentários