Trevos & Acessos!
Sexta, 09 de Janeiro de 2015

Neste período, aumenta muito o fluxo de veículos nas rodovias, estradas e áreas urbanas. Não são raros os acidentes que presenciamos e que vemos nos noticiários. Somos sabedores de longa data que os mesmos acontecem na sua grande totalidade por imprudência dos motoristas.

Mas o Estado, precisa e deve analisar os índices de acidentes e os riscos para tentar minimizar os altos números de acidentes nas estradas. Não podemos esperar também, que aconteça um acidente grave para que possamos tomar medidas para diluir os riscos.

Quero discorrer sobre os trevos e acessos em nossa região entre Frederico Westphalen e Palmeira das Missões. Acredito haver pontos muitos sensíveis que devam ser alterados imediatamente, sob pena de infelizmente acontecerem acidentes graves.

Em Frederico Westphalen, alguns pontos são críticos, mas cito dois acessos na BR 386 que são muito perigosos. O primeiro é o mais perigoso em minha opinião, que é o acesso secundário no Ginásio do Serrano, para ingressar na Maurício Cardoso de quem está transitando na BR 386. É um caos total. Quem chega a Frederico Westphalen vindo de Seberi, na maioria das vezes não sai para a direita, para depois atravessar a rodovia. 

Este ponto é crítico, uns saem do posto pela direita, outros entram no primeiro acesso, outros saem no segundo acesso, outros entram no segundo acesso. Muito complicado e perigoso. Não muda muito logo mais para frente no acesso a ERS 591que liga FW a Ametista do Sul. Mais um posto de combustível e acessos totalmente errados. 

Em ambos os casos, os veículos devem sair ao lado direito do posto e ingressar ao lado esquerdo. É fácil. É necessário apenas organizar e dar espaço para uma via alternativa para este fluxo, antes que aconteça uma tragédia. Não podemos mais deixar continuar desta maneira.

A ERS 150 que liga Frederico Westphalen ao município de Caiçara, tem dois pontos delicados também, seja no cruzamento que dá acesso ao presídio e no trevo perto do seminário. Ambos têm pouca visibilidade e os veículos transitam acima do permitido.

Já em Boa Vista das Missões, acredito que o trevo de entroncamento entre as BRs 386 e 158 é simplesmente convidativo ao acidente. Pouco iluminado, pouca visibilidade e ninguém se entende. Não conseguimos ver se quem está na preferencial vai parar ou não. É bem complicado.

O outro cruzamento da BR-158 com BR-468 em Palmeira das Missões é campeão. Quem chega vê uma grande rótula e acredita que todos vão parar, mas não, há preferenciais, portanto o condutor deve ficar muito atento, ou seja: pare sempre. 

O fluxo de veículos é enorme, mas quando misturamos imprudência e má sinalização é uma bomba relógio. Tomara que logo possamos ver estes trevos e acessos de uma forma mais lúcida, organizada e planejada.

Até semana que vem!

Comentários