Podridão!
Sexta, 13 de Março de 2015

Que vergonha! Que vergonha! Que vergonha! Aonde vamos chegar desta maneira? Uma podridão atrás da outra. Não me interessa o Partido e de onde são os políticos e ex-políticos que serão investigados na Operação Lava Jato, mas sim a dimensão de uma estrutura corrupta e nojenta.

Talvez alguns nem sejam denunciados, mas algo tem. O procurador-geral da República não iria pedir autorização para investigação, caso não tivesse notícias robustas de possível envolvimento. Ainda mais de uma instituição idônea e apolítica que é o Ministério Público.

Está na hora de pararmos de fingir que não acontecem irregularidades. Campanhas milionárias, compras de votos, favorecimentos, aprovações ilícitas em concursos públicos.  A famosa palavra “Limpe”, que significa as iniciais dos princípios constitucionais da administração pública, está esquecida. Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.

Socorro! Quanta falcatrua no cenário público. Temos que fazer uma limpa geral. Isso mesmo. Investigar. Buscar provas e colocar na cadeia todos os culpados que brincam, debocham e que enfraquecem nosso sistema democrático, trazendo os pretéritos moldes do coronelismo, pagando, distribuindo favores e desviando dinheiro de nosso povo para seus bolsos.

Dizer que não tem culpa, é fácil. Queremos e exigimos provas. Aliás, quem vai dizer que tem culpa? Muitos falam que estão à disposição, suas contas bancárias e ligações telefônicas, mas pensem comigo: Quem está neste esquema deposita algum dinheiro? Claro que não. Usa em caixa dois. Compra voto, esquenta o dinheiro e assim vai. 

Quem está no esquema usa telefone para tratar estes assuntos? Obviamente não. Então podem investigar à vontade que não vão achar nada na maioria dos casos. É a mesma coisa nas fraudes dos concursos públicos, onde não se acha nada. Nunca vai se achar. Os fraudulentos recebem as respostas antes e vão para o concurso. Podem lacrar os exames e abrir em cerimônia pública, nunca vão achar nada. Porque não revistam os candidatos antes de iniciar a prova? Observar se não tem cola na mão, ou no bolso? Depois não adianta.

Este é o meu medo. Não acharem nada. Mas de qualquer forma, não podemos desistir de ver agentes e autoridades públicas na cadeia. Sinto-me envergonhado. Mas mais envergonhado ainda fico em ver os teatros feitos nas justificativas, como se todos fossem as pessoas mais injustiçadas da face da terra. 

Não podemos ser contra a política e nem contra os políticos, pois no nosso sistema democrático de direito, são eles que nos representam, pois o poder emana do povo através de nossos representantes, segundo nossa Constituição Federal. 

Temos que ser contra os que debocham de nossa cara, que furtam, que desviam dinheiro, que favorecem o seu bolso e, com certeza, farão falta para todos nós. Torço para que seja feita justiça. Condenando todos os culpados. E como seria bom que os possíveis absolvidos fossem por negativa de autoria e não por falta de provas.

Que podridão! 

Até semana que vem!

Comentários